Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INVESTIMENTO

Energisa inaugura subestação que deve beneficiar 1,6 mil clientes

Investimento em Maracaju foi de R$ 6 milhões
23/10/2019 16:41 - ADRIEL MATTOS


 

A Energisa, concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica para 74 municípios de Mato Grosso do Sul, inaugurou nesta quarta-feira (23), a nova subestação de energia de Vista Alegre, distrito de Maracaju, cidade no centro-sul do estado. A obra, que teve custo de R$ 6 milhões, deve beneficiar 1,6 mil clientes da região, principalmente produtores rurais.

Em seu discurso, o diretor-presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes, afirmou que o foco da empresa está na área rural com a substituição de redes antigas de distribuição por outras mais modernas. “Nosso plano de investimento hoje está concentrado no produtor rural, que é quem movimenta a economia deste estado. Entregar essa subestação em Vista Alegre reforça nosso compromisso com Mato Grosso do Sul de alavancar o crescimento de municípios como Maracaju”, disse.

Produtores rurais e agroindústrias serão os principais beneficiados pela obra, mencionada como visionária pelo prefeito de Maracaju, Maurílio Azambuja. “Maracaju vive do agronegócio e esperamos muito por este momento. É um investimento que vem fortalecer o nosso município e oferecer condições para melhorar a qualidade de vida das pessoas”, finalizou.

As subestações são responsáveis pelo início da distribuição da energia e funcionam como pontos de entrega de energia para os consumidores. Com essa obra, a capacidade do município para atendimentos às cargas rurais dobrou de 15 para 30 MVA (mega-volt-ampere).

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...