AVIAÇÃO

Empresa resultante de venda da Embraer se chamará Boeing Brasil - Commercial

Empresa resultante de venda da Embraer se chamará Boeing Brasil - Commercial
23/05/2019 15:32 - AGÊNCIA BRASIL



A Embraer comunicou seus funcionários na tarde desta quinta-feira, 23, que a empresa resultante de sua fusão com a Boeing se chamará Boeing Brasil - Commercial. A venda de 80% da divisão de aviação comercial da fabricante brasileira de aviões para a americana foi fechada no começo de julho do ano passado e autorizada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

O governo detinha uma ação especial na companhia, resquício da época em que ela era estatal, que lhe dava poder de veto para decisões como venda.

Os segmentos de defesa e aviação executiva da empresa brasileira foram excluídos do acordo de US$ 5,26 bilhões e continuam se chamando Embraer. 

Uma joint venture entre as companhias, porém, foi criada para a comercialização do cargueiro militar KC-390, a maior aeronave já desenvolvida no Brasil.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".