Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ENTREVISTA

Dilma: meta só pode ser cumprida com aumento de impostos

Presidente concedeu entrevista ao jornal "Valor Econômico"

9 SET 15 - 18h:38FOLHAPRESS

A presidente Dilma Rousseff se comprometeu nesta quarta-feira (9) com um superavit de 0,7% do PIB no ano que vem. Para atingir essa meta, a presidente se comprometeu a enviar nas próximas semanas propostas de aumento de receitas fiscais e de corte de despesas obrigatórias.

Em entrevista ao Valor Pro, serviço de informação em tempo real do jornal "Valor Econômico", Dilma admitiu que a nova meta fiscal só pode ser atingida com aumento de impostos.

As declarações da presidente representam uma vitória para o ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Ele vinha defendendo que a presidente se comprometesse oficialmente com o número após o impacto negativo de ter enviado ao Congresso uma proposta orçamentária que previa deficit nas contas públicas em 2016.

Na entrevista, a presidente fez questão de defender o ministro. Ela disse que Levy tem sua inteira confiança e que é uma pessoa com espírito público exemplar. A presidente afirmou ainda que o ministro está trabalhando "horrores" pelo país.

Segundo Dilma, só há três maneiras de estabilizar a relação dívida/PIB: crescimento, menos juros e superavit. Dilma admitiu que o governo não controla as primeiras duas alternativas. A estabilização da relação dívida/PIB é fundamental para o país não perder o grau de investimento.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Comércio da Capital está autorizado a abrir no feriado de Corpus Christi
ECONOMIA

Comércio da Capital está autorizado a abrir no feriado

Terça tem 154 vagas de emprego disponíveis em Campo Grande
OPORTUNIDADES

Terça tem 154 vagas disponíveis na Capital

Agronegócio perde quase <br>R$ 2 bilhões com soja e cana
VALOR DA PRODUÇÃO

Agronegócio perde quase
R$ 2 bilhões com soja e cana

PIB recua 0,9% no trimestre encerrado em abril, diz FGV
ECONOMIA

PIB recua 0,9% no trimestre encerrado em abril, diz FGV

Mais Lidas