Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SAFRA 2015/2016

Contratação de crédito agrícola cresce 4% e totaliza R$ 20,9 bilhões

Os bancos privados somaram R$ 6,7 bilhões e as cooperativas de crédito, R$ 1,9 bilhão

10 SET 15 - 21h:00AGÊNCIA BRASIL

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou hoje (10) que o fluxo de crédito rural para custeio e comercialização da safra agrícola 2015/2016 totalizou R$ 20,9 bilhões nos meses de julho e agosto. Cresceu, portanto, 4% em relação às contratações no mesmo bimestre do ano passado, de acordo com o secretário de Política Agrícola do ministério, André Nassar.

Segundo Nassar, as contratações fluem dentro das previsões do ministério, com destaque para desembolsos do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). As linhas de financiamento indicam crescimento de 64% na oferta de crédito para produtores de porte médio, com liberações de R$ 4,2 bilhões no bimestre, ante R$ 2,5 bilhões em igual período de 2014.

Dados do Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro, administrado pelo Banco Central, revelam que o total financiado pelos bancos públicos, com "juros controlados", atingiu R$ 12,2 bilhões, incluindo recursos obrigatórios, poupança rural e fundos constitucionais.

Os bancos privados somaram R$ 6,7 bilhões e as cooperativas de crédito, R$ 1,9 bilhão. Do total, R$ 2,6 bilhões foram financiados com juros livres.

Os médios agricultores, com faturamento anual até R$ 1,6 milhão, tomaram R$ 4,2 bilhões em crédito rural. Os grandes produtores contrataram R$ 16,7 bilhões. Conforme André Nassar, a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) contabilizou R$ 169 milhões nos dois meses em análise. Segundo ele, a expectativa é que nos próximos meses haja maior procura pelo papel, que “está começando a decolar”.

Dos recursos disponibilizados no Plano Safra 2015/2016, R$ 94,5 bilhões terão juros controlados de 8,75% ao ano para grandes produtores e R$ 18,9 bilhões, no âmbito do Pronamp, juros controlados de 7,75 ao ano para custeio e de 7,5% para investimento.A juros livres, serão contratados R$ 53 bilhões.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Acordo que limita voos para a Argentina pode ser revisto
TURISMO

Acordo que limita voos para a Argentina pode ser revisto

Diesel fecha semana com alta de 1,4% em Mato Grosso do Sul, diz ANP
COMBUSTÍVEIS

Diesel fecha semana com alta de 1,4% em Mato Grosso do Sul, diz ANP

EQUILÍBRIO FINANCEIRO

BC leiloará US$ 3,75 bilhões das reservas para conter alta do dólar

Ministros garantem continuidade do Minha Casa, Minha Vida
CONSTRUÇÃO CIVIL

Minha Casa, Minha vida terá continuidade, diz ministro

Mais Lidas