Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

DESEMPENHO

Comércio varejista de Mato Grosso do Sul tem queda nas vendas

Setor fechou abril com recuo de 1,2% no volume das vendas

13 JUN 19 - 10h:00DANIELLA ARRUDA, COM ESTADÃO CONTEÚDO

O comércio varejista de Mato Grosso do Sul registrou, pela terceira vez seguida, queda no volume de vendas neste ano e fechou o mês de abril com recuo de 1,2%. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) e consideram a série com ajuste sazonal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Em fevereiro e março, o resultado do setor também havia sido negativo, respectivamente em 0,2% e 1,2%. O único mês neste ano em que o varejo sul-mato-grossense apresentou crescimento em vendas foi janeiro (0,4%).

Apesar do desempenho negativo mensal, no comparativo com abril do ano passado, o comércio do Estado contabiliza crescimento de 4% nas vendas. No acumulado do ano e nos últimos 12 meses, os índices também vieram positivos, respectivamente 2,6% e 2,4%.

Quando considerado o varejo ampliado, que inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, Mato Grosso do Sul também apresentou retração nas vendas de abril (-1,0%), após registrar, em março, avanço de 0,8%. Em relação a abril de 2018, as vendas registraram alta de 4%. No ano, houve avanço de 3,3%, e no acumulado de 12 meses, crescimento de 4,5%.

Quanto às receitas nominais, o varejo sul-mato-grossense cresceu 0,3% em abril em relação a março e 9,6% no comparativo com o mesmo mês do ano passado; no ano, o incremento é de 6,7%, e em 12 meses, de 6,9%. Já para o varejo ampliado, houve crescimento de 0,1% na receita do segmento de março para abril e de 8,2% em relação a abril do ano passado. Nos primeiros quatro meses de 2019, o acumulado é de 6,4%, e em 12 meses, de 7,8%, conforme informações da PMC.

NACIONAL

No País, as vendas do comércio varejista caíram 0,6% em abril ante março, na série com ajuste sazonal, conforme o IBGE. O resultado veio abaixo da mediana das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que era negativa em 0,2%. O intervalo das previsões ia de queda de 1,0% a avanço de 0,6%. 

Na comparação com abril de 2018, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 1,7% em abril de 2019. Nesse confronto, as projeções iam de uma elevação de 0,5% a 4,8%, com mediana positiva de 2,6%. 
As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 0,6% no ano. No acumulado em 12 meses, houve avanço de 1,4%. 

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas ficaram estáveis (0,0%) em abril ante março, na série com ajuste sazonal. Esse resultado também veio aquém da mediana do intervalo das estimativas do mercado financeiro, positiva de 0,3%. O intervalo ia de recuo de 0,8% a alta de 1,3%.

Na comparação com abril de 2018, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram alta de 3,1% em abril de 2019. Nesse confronto, as projeções variavam de um avanço de 1,0% a 5,2%, com mediana positiva de 3,5%. 

As vendas do comércio varejista ampliado acumularam alta de 2,5% no ano, segundo o IBGE. Em 12 meses, o resultado foi de avanço de 3,5%.

ATIVIDADES

Cinco entre as oito atividades do varejo registraram perdas nas vendas em abril ante março, informou o IBGE. Na média global, houve redução de 0,6% no volume de vendas.

A redução de 1,8% nas vendas de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo deu a maior contribuição para a queda global, seguida pela perda de 5,5% na atividade de tecidos, vestuário e calçados.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em MS, 31,4 mil devem atualizar cadastro para ter desconto na energia
CATEGORIA RURAL

Mais de 31 mil devem atualizar cadastro para desconto na luz

Feira de calçados será aberta <ve>neste domingo na Capital
ECONOMIA

Feira de calçados será aberta neste domingo na Capital

Estudante de medicina abandona amigo ferido após carro capotar
PONTA PORÃ

Estudante abandona amigo ferido após carro capotar

Campanha de vacinação contra a febre aftosa termina neste sábado em MS
BOVINOS E BUBALINOS

Campanha de vacinação contra a febre aftosa termina

Mais Lidas