Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

HABITAÇÃO

Cartão Reforma deve beneficiar<br> quase 3,5 mil famílias em MS

Programa prevê recursos de até R$ 9 mil para famílias fazerem pequenas obras
17/05/2017 07:00 - DA REDAÇÃO


 

Sancionado pelo presidente Michel Temer (PMDB), no dia 24 de abril, o programa habitacional Cartão Reforma poderá movimentar até R$ 19,839 milhões em Mato Grosso do Sul.

O volume médio de recursos foi previsto pelo Ministério das Cidades, que lançou o Portal do Cartão Reforma. No País, o total é de quase R$ 1 bilhão.

Conforme o levantamento, para Mato Grosso do Sul deverão ser liberados até R$ 19.839.799,11, sendo R$ 17.251.999,23 distribuídos a um total de 3.450 famílias.

Somente para Campo Grande, onde estima-se a distribuição de 345 cartões, serão R$ 1.983.750,00 disponibilizados, R$ 1.725.000,00 para as famílias. O restante é destinado para assistência técnica.

O programa, explicou o Ministério das Cidades, prevê a destinação de 15% do valor concedido aos beneficiários – R$ 258,750 mil para a Capital e R$ 2,587 milhões para o Estado – para contratação de engenheiros, arquitetos, assistentes sociais e outros profissionais da área da construção civil. 

A expectativa é de que o cartão chegue a Mato Grosso do Sul até o fim de junho e que ajude a reaquecer as vendas no setor.

*Leia reportagem, de Renata Prandini, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.