Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 17 de dezembro de 2018

EM MARÇO

Campo Grande registra um dos mais
baixos índices de inflação em março

Índice é um dos menores em duas décadas

16 ABR 2018Por ALINE OLIVEIRA14h:51

A pesquisa divulgada mensalmente pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nepes), registrou no mes de março, um dos menores índices de inflação desde 2000. O período terminou com deflação de - 0,19% e a menor taxa já atingida em quase duas décadas foi de  - 0,87%. 

A equipe responsável pelo levantamento aponta que os grupos vestuário (- 1,34%), habitação ( -0,63%  e alimentação (-0,08%) foram os responsáveis pelo resultado positivo na economia local. Em contrapartida, saúde (0,92%), educação (0,45%)  e transportes (0,06% ) representaram maior aumento no período. 

Segundo o coordenador da Nepes/Uniderp, Celso Correia de Sousa, o primeiro trimeste de 2018 registrou percentuais atípicos, se comparados a anos anteriores.

" A inflação nesses três primeiros meses do ano de 2018, em Campo Grande, foi de 0,40%, taxa mais baixa desde o início da série histórica do IPC/CG, em 1994. Esse resultado sinaliza que o ano de 2018 pode ter uma inflação acumulada muito abaixo da meta inflacionária do CMN, de 4,5%, indicando o sucesso do governo nas medidas econômicas tomadas", observa.

A inflação abaixo de zero, conjugada com um baixo crescimento da economia e índice de desemprego ainda muito elevado, tem justificado a continuidade da redução da taxa básica de juros Selic (hoje em 6,5%). Diante de uma inflação muito baixa, inclusive deflação, o Banco Central já sinalizou mais um corte da taxa Selic, na reunião de março de 2018.

"Outra análise que deve ser considerada é de que a baixa inflação pode ser reflexo da super  safra de grãos produzidos no país no ano passado, o alto nível de desemprego e as altas taxas de juros, que provocam o endividamento da população e freia o consumo, inclusive de alimentos", acrescentou o coordenador da pesquisa. 

IPC/CG

O Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande (IPC/CG) é um indicador da evolução do custo de vida das famílias dentro do padrão de vida e do comportamento racional de consumo. O IPC busca medir o nível de variação dos preços mensais do consumo de bens e serviços, a partir da comparação da situação de consumo do mês atual em relação ao mês anterior, de famílias com renda mensal de 1 a 40 salários mínimos. A Uniderp divulga mensalmente o IPC/CG via Nepes.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também