Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

APONTA ESTUDO

Campo Grande é a quinta melhor cidade para abrir uma franquia

Estudo ranqueou dez cidades do País mais promissoras para se ter um negócio
09/09/2019 16:44 - GLAUCEA VACCARI


 

Campo Grande é a quinta melhor cidade brasileira para abrir uma franquia, segundo aponta o estudo “As 10 Melhores Cidades para Investir em Franquia no Brasil”, divulgado pela empresa Goakira Consultoria. No ranking das dez cidades mais promissoras para se ter um negócio, a Capital sul-mato-grossense fica atrás apenas do Rio de Janeiro, São Paulo, Maceió (AL) e Santo André (SP).

Conforme o levantamento, as outras cinco cidades que completam o ranking são Belo Horizonte (MG), Guarulhos (SP), Curitiba (PR), São Luís (MA) e Campinas (SP).Todas as dez cidades detêm 20% do potencial nacional de consumo, segundo a consultoria.

O estudo usou informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e das empresas Economapas e Geofusion e cruzou os dados de alguns indicadores, como as taxas geométricas de crescimento anual da população e da renda medidas de 2010 a 2018 pelo IBGE e o poder de compra da população.

Conforme a consultora sênior da Goakira Consultoria, Deborah Machado, os municípios que aparecem com variáveis positivas estão em crescimento econômico ou não foram impactados pela crise e foram listados de acordo com o poder de consumo. 

“Avaliamos que, para ser considerada boa para investimento em franquias, uma cidade precisaria ter as duas taxas geométricas [de crescimento anual de renda e de população] positivas, pois isso indica que há população crescente e renda média domiciliar crescente. Entraram no ranking cidades que têm população e renda em expansão e maior quantidade de dinheiro disponível nos domicílios para serem gastos de forma variada”, afirmou.

Dados do último Cadastro Geral de Empregados (Caged), referente ao mês de julho, apontam que Campo Grande ficou na nona posição entre as capitais com o melhor saldo de emprego registrado. 

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.