DESEMPENHO ESTÁVEL

Caixa Econômica tem lucro de R$ 1,9 bilhão no 2º trimestre

Caixa Econômica tem lucro de R$ 1,9 bilhão no 2º trimestre
27/08/2015 12:35 - G1


A Caixa Econômica Federal teve lucro líquido de R$ 1,9 bilhão  no segundo trimestre, desempenho praticamente estável sobre o resultado obtido no mesmo período do ano passado (R$ 1,878 bilhão).

No semestre, o lucro líquido somou R$ 3,5 bilhões, 2,8% acima do verificado no mesmo período do ano anterior (R$ 3,4 bilhões).

A carteira de crédito ampliada chegou a R$ 648,1 bilhões, representando 20,7% do mercado e uma alta de 17,4% em 12 meses. O destaque ficou com o crédito habitacional, que cresceu 20,8%, alcançando saldo de R$ 366,6 bilhões.

Em junho, a Caixa diz ter sido responsável pela gestão de R$ 1,9 trilhão de ativos, um aumento de 14,2% em 12 meses, impulsionado principalmente pelos ativos próprios, que apresentaram crescimento nominal de R$ 156,1 bilhões.

A Caixa afirmou em comunicado à imprensa que mantém foco em "na sustentabilidade dos resultados" e por isso intensificou ações voltadas para "racionalização de gastos e aumento da produtividade", o que refletiu na melhora do índice de eficiência operacional.

Inadimplência
Já o índice de inadimplência em operações vencidas há mais de 90 dias passou de 2,77%no segundo trimestre do ano passado para 2,85% nos três meses encerrados em junho deste ano.

No primeiro trimestre, o índice de calotes havia sido de 2,86%, o pior resultado em seis anos e acompanhando a tendência dos demais bancos do país de piora na qualidade da carteira de crédito.

Carteira de habitação
As contratações da carteira de crédito habitacional somaram R$ 50,9 bilhões até junho de 2015, dos quais R$ 23,3 bilhões com recursos do FGTS, incluindo subsídios, e R$ 27,2 bilhões com recursos do CAIXA/SBPE, além de R$ 397,0 milhões contratados com outros recursos.

No primeiro semestre, no Programa Minha Casa Minha Vida, foram contratados R$ 19,2 bilhões pela Caixa, totalizando 171 mil unidades habitacionais.

A poupança da Caixa - uma das principais fontes de recursos para o crédito imobiliário - registrou saldo de R$ 232,1 bilhões no primeiro semestre de 2015, uma alta de 5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".