Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CRISE DO CORONAVÍRUS

Caixa derruba juros do cheque especial e cartão de crédito para 2,9% ao mês

Parcelas do financiamento imobiliário terão vencimento adiado
27/03/2020 12:11 - Eduardo Miranda


O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou na manhã desta sexta-feira (26) medidas para aumentar a liquidez em tempos de paralisação econômica por causa das medidas de isolamento social, necessárias para combater a disseminação do coronavírus. As mais radicais delas serão a redução das taxas de juros do cheque especial, e também do rotativo do cartão de crédito para 2,9% ao mês.  

“Ainda é caro, queremos reduzir mais, mas a Caixa faz isso matematicamente, se não acontece o que ocorreu há dez anos, quando o banco precisou de dinheiro do Tesouro”, explicou Guimarães.  

Estas taxas estavam, em média, a 7,7% ao mês.  

CRÉDITO IMOBILIÁRIO

Em outra medida para dar alívio financeiro à população, a Caixa também anunciou o adiamento do vencimento de parcelas de financiamento imobiliário em até três meses. “São três meses em algumas linhas de crédito, mas isso pode ser prorrogado se a crise se intensificar”, explicou o presidente da Caixa. “Não foram milhares, foram milhões de pedidos”, disse. 

 

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...