Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Resultados

Banco Central registra superávit
de R$ 2,88 bilhões em maio

Foi o melhor resultado para meses de maio dos últimos 23 anos

27 JUN 17 - 17h:01G1

As contas externas voltaram a ficar no azul em maio, quando foi registrado um superávit de US$ 2,88 bilhões, informou o Banco Central nesta terça-feira (27). Foi o terceiro mês seguido de resultado positivo.

Esse também foi o melhor resultado para meses de maio desde o início da série histórica do Banco Central, em 1995. Deste modo, foi o melhor mês de maio em 23 anos.

A conta de transações correntes é formada pela balança comercial (comércio de produtos entre o Brasil e outros países), pelos serviços (adquiridos por brasileiros no exterior) e pelas rendas (remessas de juros, lucros e dividendos do Brasil para o exterior).

O bom resultado das contas externas em maio está relacionado, novamente, com o saldo positivo da balança comercial brasileira que, em maio passado, apresentou o melhor resultado da série histórica do Ministério da Indústria para o mês.

No acumulado dos cinco primeiros meses deste ano, porém, as contas externas registraram deficit de US$ 616 milhões. Apesar do resultado negativo, ele foi bem menor que o registrado no mesmo período do ano passado, quando totalizou US$ 5,99 bilhões.

O chefe-adjunto do Departamento Econômico do Banco Central, Fernando Rocha, dise que o déficit em transações correntes, no acumulado deste ano, é o melhor resultado para este período desde 2007.

Para todo o ano de 2017, o Banco Central revisou para US$ 24 bilhões sua projeção para o déficit em transações correntes, que antes estava em US$ 30 bilhões.

No ano passado, o rombo das contas externas somou US$ 23,5 bilhões, melhor resultado para um ano fechado desde 2007.

INVESTIMENTO ESTRANGEIRO

O Banco Central também informou nesta terça-feira que os investimentos estrangeiros diretos na economia brasileira atingiram US$ 2,92 bilhões em maio, com queda frente ao mesmo mês do ano passado, quando os investimentos totalizaram US$ 6,14 bilhões.

No acumulado dos cinco primeiros meses deste ano, porém, houve crescimento dos investimentos estrangeiros: US$ 32,45 bilhões, contra US$ 29,91 bilhões no mesmo período do ano passado. Esse resultado foi influenciado pelo aporte recorde de investimentos estrangeiros em janeiro.

Para 2017, o Banco Central manteve em US$ 75 bilhões sua estimativa para os investimentos estrangeiros diretos na economia brasileira. Deste modo, os investimentos continuariam suficientes para "financiar" em sua totalidade o déficit das contas externas do período – cuja estimativa do BC é de US$ 24 bilhões neste ano.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Arrecadação com IPTU <BR>registra queda de 10,2%
PERÍODO NEGATIVO

Arrecadação com IPTU
registra queda de 10,2%

Ministra quer menos protecionismo para fortalecer agricultura mundial
ECONOMIA

Ministra quer menos protecionismo para fortalecer agricultura

MERCADO FINANCEIRO

Dólar fecha praticamente estável na expectativa por agenda carregada da semana

PIB

Governo deve reduzir previsão de crescimento da economia em 2019

Mais Lidas