Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

COMÉRCIO VAREJISTA

Após queda em dezembro, MS começa o ano com alta nas vendas do varejo

Setor registrou crescimento de 0,3%

14 MAR 19 - 17h:43DANIELLA ARRUDA

Comércio varejista começou o ano de 2019 com leve alta no volume de vendas em Mato Grosso do Sul, de acordo com o IBGE. Em janeiro, o setor registrou crescimento de 0,3%, frente a -2,0% em dezembro. Em relação ao mesmo mês do ano passado, o avanço foi de 6,4% no volume de vendas. Ainda conforme os dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), nos últimos 12 meses o varejo sul-mato-grossense acumula alta de 1,9% no volume de vendas.

Além do resultado positivo no volume comercializado, a receita nominal de vendas do comércio do Estado também fechou positiva no mês de janeiro, com variação de 0,4% em relação a dezembro e 8,9% no comparativo com janeiro de 2018. Já no acumulado de 12 meses, o índice ficou em 5,8%.

Em se tratando do comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, o volume de vendas avançou 2,0% em janeiro diante de dezembro e 6,7% em relação ao mesmo mês do ano passado. Em 12 meses, o setor apresentou aumento de 4,9%. 

Quanto à receita nominal do varejo ampliado no Estado, o crescimento foi de 2,5% em relação ao mês anterior (dezembro) e de 9,1% frente a janeiro de 2018. Quando considerado o período de 12 meses, a variação ficou em 7,8%.

PAÍS

Em janeiro deste ano, o comércio varejista nacional variou 0,4% frente a dezembro, na série com ajuste sazonal, após recuo de 2,1% em dezembro, informou o IBGE. 

Na série sem ajuste sazonal, no confronto com janeiro de 2018, o comércio varejista cresceu 1,9%, sexta taxa positiva seguida. Já o acumulado nos últimos doze meses passou de 2,3% em dezembro para 2,2% em janeiro.

No comércio varejista ampliado, o volume de vendas avançou 1,0% frente a dezembro de 2018, descontando parte do recuo de 1,7% do mês anterior. Em relação a janeiro de 2018, o setor avançou 3,5%, mas o acumulado nos últimos doze meses desacelerou, passando de 5,0% em dezembro para 4,7% em janeiro.

Na série com ajuste sazonal, sete das oito atividades pesquisadas tiveram taxas positivas: equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (8,2%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (7,2%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,6%), combustíveis e lubrificantes (0,5%), móveis e eletrodomésticos (0,4%), livros, jornais, revistas e papelaria (0,2%) e tecidos, vestuário e calçados (0,1%). A única queda foi no setor de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-0,5%).

No comércio varejista ampliado, a atividade veículos, motos, partes e peças cresceu 5,7%, após recuar 3,5% no mês anterior, enquanto o setor de material de construção praticamente repetiu o patamar de vendas de dezembro de 2018 (0,1%). (Com informações Agência IBGE)

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ponte sobre o rio Paraguai, em Porto Murtinho, deve ser inaugurada em 2023
ROTA BIOCEÂNICA

Ponte em Porto Murtinho deve ser inaugurada em 2023

RECEITA FEDERAL

Entregas do IR chegam a 13,54% do total esperado em MS

Até hoje, Receita recebeu 56,6 mil declarações
EM 12 MESES

Inflação do aluguel é de 8,05%

A alta da taxa foi puxada pelos preços no atacado e no varejo
Obra da 1ª usina de MS movida a restos de madeira começa em abril
TRÊS LAGOAS

Usina termelétrica movida
a madeira sairá do papel

Mais Lidas