Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

COMÉRCIO

Alimentação e cuidados com pets são segmentos que mais cresceram em MS

Comércio voltado a bens, serviços e turismo representa mais de 50% do PIB do Estado

11 OUT 19 - 10h:20DAIANY ALBUQUERQUE E SÚZAN BENITES

O comércio em Mato Grosso do Sul tem seu grande desenvolvimento voltado ao comércio de bens, serviços e turismo, que “responde por 70% do número de estabelecimento e da geração de empregos e por mais de 50% do PIB”. A informação é do presidente da Federação do Comércio do Estado do Mato Grosso do Sul (Fecomércio-MS), Edison Araújo.

Conforme Araújo, os segmentos que mais cresceram no Estado nesses anos estão ligados a alimentação, moda, beleza e aos cuidados com os animais de estimação. “Além disso, mais recentemente, há destaque ao comércio 4.0, que se pauta em tecnologia, informações comportamentais e de experiências dos consumidores. É claro que durante a instabilidade econômica, o segmento sofreu, mas diante da dependência econômica, também tem apresentado indícios de recuperação mais fortes”.

Araújo projeta que para os próximos anos o comércio no Estado deverá retomar o crescimento econômico e focar em “avanços das iniciativas do comércio 4.0, inovação e reinvenção voltada ao comportamento do consumidor”.

Entretanto, para que o setor volte a crescer, o presidente avalia que o comerciante enfrenta dois principais problemas. “Para mais de 50% dos empresários dois gargalos são evidenciados: tributação e a burocracia. Com a Lei de Liberdade Econômica, a flexibilização da burocracia poderá estimular novos negócios e a permanência de outros no mercado. A tributação pode até ser repensada, mas também há necessidade de que os empresários se adequem as novas tendências do comércio 4.0. Cabe destacar ainda, que muitas empresas fecham, como os microempreendimentos individuais, pela carência de projetos de longo prazo e de uma visão empreendedora. Para muitos, as empresas são enxergadas apenas como fontes de renda”.

Para contribuir para o desenvolvimento do comércio no Estado, a Fecomércio afirma que tem trabalhado em três principais pontos: fornecimento de informações essenciais para as tomadas de decisões empresariais; defesa dos interesses empresariais, a partir da assessoria sindical, parlamentar e das representações; e pleiteado ações conjuntas com outras Instituições que estimulem o desenvolvimento do segmento no Estado.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Dólar tem maior queda em quase dois meses e bolsa bate recorde
ECONOMIA

Dólar tem maior queda em quase dois meses e bolsa bate recorde

Gás de cozinha fica R$ 5 mais mais caro em Mato Grosso do Sul
CUSTO DE VIDA

Gás de cozinha já está R$ 5 mais caro em Mato Grosso do Sul

Saques do FGTS movimentam <br>R$ 14,3 milhões em dois dias
ECONOMIA

Saques do FGTS movimentam
R$ 14,3 milhões em dois dias

Gás é reajustado pela Petrobras e preço pode ultrapassar R$ 100 em MS
BOTIJÃO DE 13 QUILOS

Gás de cozinha terá aumento e preço pode ultrapassar R$ 100 em MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião