Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

JUNTA COMERCIAL

Abertura de empresas em MS cresce 6,9% no primeiro trimestre

Com 1,6 mil novos negócios, resultado é o maior desde 2014

14 ABR 19 - 09h:40DANIELLA ARRUDA

Mato Grosso do Sul fechou o primeiro trimestre deste ano com crescimento de 6,9% na abertura de novas empresas em relação ao ano passado, de acordo com estatísticas da Junta Comercial do Estado (Jucems). Ao todo, foram constituídos 1.686 empreendimentos de janeiro a março deste ano, diante de 1.577 nos primeiros três meses de 2018. O resultado é o melhor desde 2014, quando a Jucems registrou a abertura de 1.714 empresas no Estado.

 

Somente no mês de março, 582 empresas iniciaram atividade em MS, segundo a Jucems. No comparativo com o mesmo mês do ano passado, quando foram constituídas 590 empresas, o número ficou praticamente estável (-1,3%). Já em relação a fevereiro (614 constituições), foi registrada retração de -5,2%.

 

Conforme a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), em média, o setor de serviços foi o que mais registrou aberturas no mês de março, com 374 registros (64,2% do total), seguido pelo comércio, com 172 novos empreendimentos, e indústria, com 36. 

 

FECHAMENTO

Quanto à extinção de empresas, os dados da Jucems apontam que a quantidade de negócios fechados no Estado teve recuo de 15,7% nestes primeiros três meses de 2019, quando considerado o mesmo período do ano passado.

 

Um total de 638 empresas encerrou atividade de janeiro a março deste ano, contra 757 no primeiro trimestre de 2018. O número de empreendimentos fechados é o menor desde 2015, quando 649 empresas foram extintas no Estado.

 

Em março, 205 empresas fecharam, representando queda de 9,6% em relação a fevereiro (227 registros) e redução de 25,7% no comparativo com o mesmo mês do ano passado (205 extinções).

 

Ainda conforme os números da Junta Comercial, a demanda por alterações de empresas mais que dobrou no primeiro trimestre deste ano em relação a igual intervalo de 2018, passando de 2.119 para 5.l36 registros (+142,3%).

 

FILIAIS

 

De janeiro a março, o número de filiais abertas no Estado também apresentou avanço (+16,6%) e passou de 373, em 2018, para 435 constituições neste ano.

 

Deste total, 150 foram no mês de março e no comparativo com fevereiro (quando foram abertas 122 filiais), o aumento foi de 22,9%. O número de filiais a iniciar atividade no Estado no mês passado também é 10,2% superior ao registrado em março de 2018 (136).

 

O ritmo de fechamento desta modalidade de empresa também recuou no Estado e no primeiro trimestre deste ano, a Jucems registrou 143 extinções de filiais, número 37,2% inferior ao do mesmo período de 2018 (228) e o menor desde 2016, quando 126 negócios fecharam as portas. Quanto ao resultado do mês de março, foram contabilizadas 45 extinções de filiais, quantidade 55% menor que o de março do ano passado (100), porém 7,1% superior ao total de fevereiro (42).

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

"Concorrência pressiona aumento na bomba", afirma Sinpetro
REAJUSTE COMBUSTÍVEIS

"Concorrência pressiona aumento", afirma Sinpetro

Empresários defendem que preço precisa cobrir custos de transporte
PREÇO TABELADO

Preço mínimo do frete tem que cobrir custos de transporte

MINISTRO DA ECONOMIA

Plano de Guedes para gás mais barato encontra resistência na Petrobras

Ele tem prometido dar um "choque de energia barata"
Em MS, 212,5 mil contribuintes ainda não declararam Imposto de Renda
ÚLTIMOS DIAS

Em MS, 212,5 mil contribuintes ainda não declararam Imposto de Renda

Mais Lidas