CORREIO VEÍCULOS

Teste da semana: Honda HR-V

Correio Veículos passou uma semana a bordo do SUV; Confira o vídeo
07/05/2019 09:14 - LEANDRO GAMEIRO


 

Passamos uma semana a bordo de um dos SUVs mais vendidos do país, o Honda HR-V, que desde o seu lançamento no Brasil foi sucesso. Econômico, prático e barato - ops! Nem tanto!

Vou contar um pouco da história deste modelo, que foi lançado somente para o Japão, de 1998 até 2005, e somente em 2015 foi apresentado no Brasil, lembrando que o HR-V é montado por aqui. De cara, já foi líder de vendas e hoje está entre os primeiros. Seus principais rivais são: Jeep Renegade, Hyundai Creta, Nissan Kicks, Ford Ecosport, Renault Duster e o recém lançado T-Cross. Na versão 2019, as mudanças são pequenas, porém notáveis, como grade dianteira reestilizada, lanternas traseiras escurecidas, e alguns opcionais que não haviam nas versões anteriores, como o Brake Hold, onde você aciona, pode tirar o pé do freio e o carro permanece parado.

Indo para a motorização, é 1.8 140cv com 17,3 de torque, com câmbio CVT que simula 7 marchas. O consumo na cidade ficou na casa dos 9 km/l e na rodovia passou dos 11 km/l.

O HR-V ELX que foi avaliado está na casa dos R$ 108.500 e o valor pode variar de acordo com a região. Achou caro? A versão de entrada, LX, parte de R$ 92 mil, e ainda possui a versão intermediária, EX, que fica na casa dos R$ 98.500, e os valores podem ter acréscimos, dependendo da cor escolhida.

Vindo para o interior, houve melhoras na parte de acabamento, volante multifuncional e multimídia de 7” com espelhamento de tela e opção Handsfree, onde você não precisa tirar a mão do volante pra nada. Duas entrada USB na dianteira, ar digital uma zona, mas pra quem vai no banco de trás, não tem saída de ar nem tomadas USB. São seis airbags, função brake hold, que segura o carro mesmo sem estar com pé no freio.

Em resumo: o HR-V é legal, as mudanças deram mais elegância, mas acreditamos que não foi o suficiente para alcançar a liderança novamente. Muitos ainda estranham o câmbio CVT, mas é uma realidade, e é mais fácil nos acostumarmos e pegar o jeito de andar.

Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais, como: @correioestado e @correioveiculos para acompanhar os bastidores dos testes e lançamentos no mundo automotivo.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".