Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 10 de dezembro de 2018

CORREIO VEÍCULOS

Scania apresenta seus novos “brutos”

31 OUT 2018Por LEANDRO GAMEIRO07h:20

Como a indústria automotiva tem evoluído mais e mais a cada dia, nos gigantes não podia ser diferente, pois, afinal, são os caminhões que movimentam o mundo. A Scania investiu aproximadamente R$2,6 bilhões na sua fábrica, em São Bernardo do Campo, e mais de 10 mil horas de treinamento.

O modelo XT é o exemplo da evolução da marca, recebendo vários prêmios na Europa, e a Scania espera a mesma reação aqui na América Latina. Assim, surgiu “the journey”, a jornada que durou 58 dias, percorrendo 54 cidades e quase 15 mil quilômetros, que pode ser acompanhada pela internet em: Scania.com.br/thejourney.

No segundo dia de apresentação, muita ansiedade para dirigir os caminhões e conhecer a evolução, mas antes, uma breve apresentação de tudo que viria pela frente. Só para ter uma ideia, as categorias nas quais a Scania atua, acima de 16 toneladas, emplacaram 36.155 unidades, uma alta de 65,6% em relação as 21.834 de 2017. A Scania cresceu muito próxima do mercado, com 61,3%. Até o momento, foram 6.003 veículos contra 3.721 do mesmo período no ano passado. A participação está em 16,6%.

E a novidade é a linha S, mas também pudemos dirigir a linha, R, G, P, L. Aí você me pergunta, o que é isso? São nomenclaturas que identificam o modelo e tipo do caminhão da Scania, outra nomenclatura são os números, que vão indicar a potência do motor que o “bruto” tem, vai de 220 até 620cv. E ainda pensando em sustentabilidade, a marca lançou para o Brasil motores a biometano e GNV, o que significa menos emissões de poluentes, além de apresentar diversas ferramentas para controlar a frota, uma delas o Scania Fleet Care, que mostra como ter uma melhor rentabilidade do seu caminhão ou frota. Em resumo, a Scania tem 500 combinações, 19 novas cabines e 5 novos motores para o Brasil.

Indo para o teste, feito na Base Aérea de Santos(SP), foram montados 3 circuitos, imitando uso urbano, estrada e fora de estrada. Dirigimos nos 3 percursos e, eu confesso, já estava com saudades desses veículos pesadões. Foi muito legal ver o quanto o conjunto evoluiu, assim como a tecnologia o conforto e os equipamentos de segurança, como piloto adaptativo e airbags lateral.  Ficou curioso para saber o preço? Parte de R$280 mil e pode chegar aos R$580 mil.

Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais, @correioestado e @correioveiculos

 

 

 
  • Leandro Gameiro/Veículos
  • Leandro Gameiro/Veículos
  • Leandro Gameiro/Veículos
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também