Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 15h48min

ESPORTE

Rali Mitsubishi: adrenalina e solidariedade

2 DEZ 18 - 08h:31LEANDRO GAMEIRO

Está se tornando comum falarmos que testar carros é muito bom, proporcionando momentos únicos. Semana passada tivemos a oportunidade de conhecer como funciona o Rali da Mitsubishi, evento que acontece pelo Brasil há mais de 20 anos, e nessa trajetória criou modalidades, incentivou diversos esportes, sempre mais aventureiros, e também promove a solidariedade, com ações de ajuda ao próximo. O que mais chamou atenção é de como os participantes respiram o espírito da marca, e carregam essa imagem de esporte + ação social = felicidade.   

O rali se divide em quatro modalidades, e cada uma tem várias categorias, dependendo do nível do piloto e do navegador. A mais competitiva é a Cup, de velocidade, onde os carros são super preparados. 

Em seguida, vem a motorsports, que é de regularidade, e para os mais radicais, tem a Outdoor, que mistura o rali de regularidade com esportes radicais, como caiaque, rapel, bike, stand-up. Como o rali “passeia” pelo país, em alguns estados é realizado o Mitsubishi Experience, que atende os clientes que não querem competir, mas desejam conhecer como são realizadas as provas das competições Nesta última etapa, não teve o Experience, mas reuniu todas as outras modalidades. Segundo Thiago Pandovanni, da Assessoria de Imprensa da Mtsubishi, “ a primeira e a última etapa é isso, reunir todos os participantes numa grande festa para família e amigos.”

Além de participar dessa festa, é muito interessante sentir a adrenalina e a emoção dos competidores. Ainda tivemos a chance de andar em um dos carros preparados para a Cup, um ASX R. E o que ele tem de preparação? Suspensão, carroceria e sistema de injeção apimentados, câmbio e sistema de freios permanecem os mesmos. O piloto Rodrigo Mange, que faz parte da equipe de engenharia da Mitsubishi, foi quem conduziu o veículo. Ele confessou que teve que se adaptar para o off road, pois seu negócio era pista de corrida, e não há como negar que o cara é fera. Devido às condições do tempo, com muita chuva e pista escorregadia, não foi possível acelerar tudo, mas mesmo assim foi radical, ver o ASX saindo de lado.

Voltando para o Autódromo Velo Città, que fica cerca de 80 quilômetros de Campinas-SP, alguns participantes já retornavam do Rali Motorsports. Foram mais de 4 horas de prova, reunindo cerca de 250 carros só nesta modalidade. Ao todo foram 350. Além das competições, teve a festa de premiação da etapa e do ano. Um mega evento que tivemos a oportunidade de participar. Para informações mais detalhadas acesse www.mitsubishimotors.com.br e não deixe de nos acompanhar nas redes sociais como: @correioestado e @correioveiculos

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

FECHAMENTO

Governo de SP tentará buscar comprador para fábrica da Ford em São Bernardo

Nova geração da Frontier  em em quatro versões
CORREIO VEÍCULOS

Nova geração da Frontier vem em quatro versões

EcoSport Titanium 2020 dispensa  estepe e custa R$ 103.890,00
VEÍCULOS

EcoSport Titanium dispensa estepe e custa R$ 103 mil

Ferrari de R$ 1,9 milhão tem maior IPVA de MS; Porsche e Lamborghini estão na lista
VEJA OS CARRÕES

Ferrari de R$ 1,9 milhão tem IPVA de R$ 67,9 mil em MS

Mais Lidas