Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CORREIO VEÍCULOS

Yaris: O mais novo queridinho da Toyota

22 DEZ 18 - 14h:00LEANDRO GAMEIRO

Testamos o novo queridinho da Toyota, Yaris, que vem com opções de motores 1.3 e 1.5 flex, hatch ou sedã. Os motores são os mesmos que equipam o Etios, modelo mais barato da marca, com algumas melhorias, como, por exemplo, a potência: são 3 cavalos a mais, para carregar cerca de 200 kg mais pesado. Design inovador, detalhes únicos, assim podemos descrever o Yaris. A primeira impressão é que estamos a bordo do Corolla, mas olhando melhor, conseguimos notar a identidade do modelo. O Yaris tem tecnologia, conforto, e é uma novidade.

A versão avaliada por nós, foi a XS hatch, com motor 1.5 e câmbio CVT, que simula 7 marchas. No item conforto, o compacto vem com ar condicionado automático, que tem filtro antipólen e ar quente, banco traseiro rebatível 60:40 (somente encosto), computador de bordo de alta resolução (TFT) com 16 funções, direção eletroassistida progressiva (EPS), espelho retrovisor interno com antiofuscamento eletrocrômico, espelho retrovisor externo com rebatimento elétrico, manopla para troca de marchas localizada no volante (Paddle Shift), controle de velocidade de cruzeiro, descansa-braço traseiro com porta-copos.

Além do Smart Entry, sistema de destravamento das portas por sensores nas chaves, Start Button/Push Start, sistema de partida por botão (sem chave). Em segurança, o Yaris vem conforme as normas, Airbag frontal duplo, motorista e passageiro, câmera de ré co m linhas de distância, controle eletrônico de estabilidade veicular (VSC), controle eletrônico de tração (TRC), desembaçador do vidro traseiro, faróis de neblina dianteiros e traseiros, freios ABS com BAS (Sistema de Auxílio de Frenagem, que emprega força total nos freios quando o motorista pisa bruscamente para frenagens de urgência) e EBD (Sistema que distribui a pressão dos freios entre as 4 rodas para compensar a diferença de peso proporcionada pelos ocupantes ou carga do carro melhorando a frenagem e evitando que patinem), sistema de alarme perimétrico e volumétrico, sistema de assistência ao arranque em subida (HAC), sistema universal Isofix para fixação de cadeirinhas.

Agora, vamos ao que interessa, passar cada semana com um carro diferente é um desafio, mesmo assim é divertido, principalmente quando a gente pega um carro como o Yari s, tendo que esquecer tudo que sabemos sobre como dirigir, pois o câmbio CVT tem uma tocada só dele.

Como ele é tracionado por correia e polias, a velocidade aumenta gradativamente conforme aceleração. Então, em momentos de retomadas ou arrancadas mais bruscas, é possível ouvir bastante  o giro do motor, o que pode incomodar nos primeiros dias, mas como disse, depois de pegar o jeito de andar com o câmbio CVT, tudo fica mais prazeroso e divertido.

O Hatch fez uma média de 12,6 km/l na cidade, e 13,8 km/l na estrada. O propósito do modelo é praticidade em grandes centros, por isso não se nota tanta diferença na média, lembrando que rodamos com gasolina, sendo 105cv e 15,3 kgfm de torque. Já no etanol são 110cv e 14,9 kgfm de torque. Mesmo sendo um compacto, o porta malas tem 310 litros e um entre eixo de 2,55 metros. O Yaris hatch parte de R$60.290 e pode chegar a R$79.390 e a versão avaliada fica na casa dos R$75.890.

Vale lembrar que seus principais rivais são: Fiat Argo, Honda Fit, VW Polo e Ford Fiesta. Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais como @correioestado e @correioveiculos

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Frota de veículos no País está mais velha, diz pesquisa
CORREIO VEÍCULOS

Frota de veículos do País é a mais velha em 18 anos

Jeep Renegade: motor de sobra, <br>espaço de menos
TESTE DA SEMANA

Jeep Renegade: motor de sobra, espaço de menos

Roberta D'Albuquerque: <br>"A última carta que recebi"
COMPORTAMENTO

Roberta D'Albuquerque: "A última carta que recebi"

LANÇAMENTO

Scania apresenta nova geração
de caminhões na Capital

Mais Lidas