Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CORREIO VEíCULOS

Novato ligado: Arrizo 5e elétrico

Produzido na China, o sedã elétrico é lançado no Brasil pela Caoa Chery

5 OUT 19 - 06h:00DANIEL DIAS/Agência AutoMotrix

Apesar de pouco mais de um ano no mercado, a Caoa Chery está atenta às tendências. No embalo da “onda elétrica” que se alastra pela indústria automotiva mundial, acaba de apresentar o Arrizo 5e, o primeiro carro elétrico da união do grupo do empresário paraibano Carlos Alberto de Oliveira Andrade com a maior exportadora de veículos chinesa. Apenas concessionária específicas em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR) e Brasília (DF) estarão aptas a fazer manutenção no Arrizo 5e a partir de janeiro do próximo ano. Na capital paulista, os trabalhos se iniciam em outubro. Inicialmente, o elétrico será oferecido apenas a frotistas e locadoras. O “consumidor comum” terá acesso ao modelo em 2020.

O Arrizo 5e, com preço de R$ 159.990 – ante R$ 65.990 da versão “normal” do sedã –, foi lançado com autonomia de trezentos e vinte e dois quilômetros, conforme dados do Inmetro. As baterias estão localizadas sob o assoalho e têm capacidade para 53,5 kWh. O carro tem um motor elétrico de 122 cavalos (90 kW) e 28,1 kgfm de toque. Segundo a marca, a velocidade máxima é limitada eletronicamente a 152 km/h. O Arrizo 5e tem garantia de oito anos para as baterias e de três anos para o modelo. Conforme a Chery, as manutenções programadas até 60 mil quilômetros equivalem a um custo de R$ 2.257.

De acordo com a fabricante, a configuração elétrica do Arrizo 5 tem o mesmo espaço interno da versão a combustão e igual capacidade no porta-malas, de 430 litros. O sedã tem 4,52 metros de comprimento, 1,81 metro de largura, 1,49 metro de altura e 2,65 metros de distância de entre-eixos. Os itens de série incluem controles de tração e de estabilidade, assistente de partida em rampa, teto solar, central multimídia com tela de 10 polegadas, direção elétrica multifuncional, chave presencial, freio de estacionamento eletrônico com função auto hold (mantém a pressão no pedal de freio depois da parada do veículo), bancos simulando couro, ar-condicionado digital automático, assentos dianteiros com aquecimento, ajuste de altura dos faróis, Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, câmera de ré, controle de velocidade de cruzeiro e rodas de liga leve diamantadas de 16 polegadas.

O modelo 100% elétrico traz carregador portátil que reabastece as baterias de zero a 80% em vinte horas em uma tomada de 220 V. Com um carregador de parede vendido como opcional, o intervalo cai para oito horas. Um eletroponto de carga rápida e corrente contínua possibilita o carregamento de 80% em apenas uma hora. O Arrizo 5e tem uma central de interação e gerenciamento de funções do veículo, com tela de 10 polegadas “touschscreen” que reúne comandos de climatização, regeneração de energia, rádio, mídias, interface visual com celular, sincronização de contatos do smartphone e configuração de equipamentos. Há espelhamento de celular, mas não pelos consagrados Android Auto e Apple CarPlay. No painel de instrumentos, totalmente digital e colorido, estão indicados todos os dados do sistema de propulsão elétrica, como carga, consumo e tensão da bateria, potência utilizada em um determinado trecho de deslocamento e a energia recuperada durante a desaceleração, tipo o KERS dos carros de Fórmula-1.

No visual, o sedã elétrico da Caoa Chery se diferencial do Arrizo 5 pela grade frontal fechada, pois não precisa refrigerar um radiador, evidentemente, inexistente no carro, pelo bocal de carregamento localizado atrás do logotipo da fabricante, que se desloca para cima, e pelas rodas em estilo exclusivo. O Arrizo 5e se junta no mercado brasileiro a um seleto grupo de modelos elétricos, que inclui o Renault Zoe (149.990), o JAC iEV40 (153.500), o Chevrolet Bolt (175 mil), o Nissan Leaf (R$ 195 mil) – o elétrico mais vendido do mundo –, o BMW i3 (a partir de 205.950) e o mais caro de todos, o Jaguar I-Pace (R$ 437 mil).

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira a FENATRAN 2019 que ocorre em São Paulo
CORREIO VEÍCULOS

Confira a FENATRAN 2019 que ocorre em São Paulo

Novo Mercedes-Benz CLA 250
CORREIO VEÍCULOS

Novo Mercedes-Benz CLA 250

Honda apresenta a nova Biz 110i 2020
CORREIO VEÍCULOS

Honda apresenta a nova Biz 110i 2020

Autonomia esticada: Mini Cooper S E Countryman ALL4
CORREIO VEÍCULOS

Autonomia esticada: Mini Cooper S E Countryman ALL4

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião