Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CORREIO VEÍCULOS

Nova geração da Frontier
em em quatro versões

Testamos a 12ª geração da picape; Confira as impressões

20 FEV 19 - 17h:00LEANDRO GAMEIRO

Fabricada na Argentina, a 12ª geração da picape Nissan Frontier vem em 4 versões, e seus preços partem de R$136.190 na versão S, podendo chegar a R$193.290 na LE, a mais completa.

Anteriormente, ela era trazida do México, com apenas duas versões SE e LE. Em 2018, ela obteve 3,9% em seu segmento, a mesma participação da marca no mercado. Agora, as novas versões da Frontier estão ajudando o modelo a aumentar sua participação. Em janeiro de 2019, a linha atingiu 4,4% de participação no Centro-Oeste, contra 3,5% no ano passado. 

“Um conceito, uma promessa, o nosso compromisso”. Com este slogan, a Nissan apresentou suas novas versões, em evento regional, para pequeno grupo. Marcus Pires, gerente de marketing de Produto - comercial leve, revelou que mesmo com apenas duas versões, foram vendidas 9.000 unidades. O design continua idêntico, com as principais mudanças ficando com os itens conforto, conectividade e novas tecnologias. Um exemplo de itens únicos, é o teto solar e a câmera 360º, onde se consegue ver todos os ângulos dos carros, isso na versão top.

As versões

S 4x4, Attack 4x4, XE 4x4 e LE 4x4 –, a linha Nissan Frontier passa a ter equipamentos como a visão 360º inteligente, detector inteligente de objetos em movimento, teto solar, novo sistema multimídia A-IVI com tela de oito polegadas, sistema Isofix, seis airbags, entre outros. Também há novidades no interior, na suspensão, nas rodas, na direção, na motorização, na transmissão e no sistema de tração. Agora, estão disponíveis com câmbio manual ou automático e o motor 2.3 turbodiesel passa a ter opção de uma ou duas turbinas, que faz a potência variar conforme a configuração adotada.

A atual geração da Frontier apresenta estrutura ainda mais resistente do que a da anterior, com chassi reforçado, quatro vezes mais forte, ao mesmo tempo em que é mais leve e eficiente. Além desse diferencial, a picape mantém em sua linha 2019 equipamentos como os inéditos - para o segmento - bancos “gravidade zero”, inspirados na tecnologia desenvolvida pela NASA para eliminar a fadiga e melhorar o conforto para o condutor; os controles de tração e estabilidade (VDC - Vehicle Dinamic Control); freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA); controles automático de descida (HDC); auxílio de partida em rampa (HSA), luz de freio de LED (CHMSL), luzes diurnas (DRL) e muitos outros. 

Inédita no segmento, a navegação “porta-a-porta” é outra atração. Com ela, antes de se dirigir onde o veículo está estacionado, basta colocar o destino no aplicativo “Door-To-Door Navigation”, que está disponível sem custos na Play Store e no iTunes e deve estar instalado no smartphone. Além de ajudar na localização da picape num estacionamento grande, por exemplo, ao ligar o rádio, a rota para o destino é automaticamente transferida para a tela do multimídia. A navegação continua normalmente, sem necessidade de outra intervenção. O painel de instrumentos em TFT também recebe aperfeiçoamentos. Ele ganha novas opções de telas informativas: velocímetro digital, temperatura externa e bússola digital.

O banco elétrico é somente para o motorista, mas em contrapartida temos ar condicionado duas zonas e saídas de ar para quem vai no banco traseiro. Por falarem parte traseira, o ângulo do banco foi melhorado, assim como o comprimento e agora vem com terceiro encosto de cabeça e cinto 3 pontas para todos. Destaque para o conforto acústico também, na versão top, que foi a versão testada, que é muito silenciosa e ergonômica no volante. Como mencionado anteriormente, os motores agora tem 2 opções, 160 cv turbo para a de entrada - S e de 190 cv, bi turbo para as demais versões.

Impressões ao dirigir

O teste foi longo, com bastante trecho off road, afinal, em se tratando de uma picape 4x4, nada mais justo. Foram pouco mais de 220 quilômetros pelas bandas de Goiânia, “aôô Goiânia!”. Tivemos a oportunidade de andar em uma das versões intermediária, Attack, e na mais completa LE. O comportamento é muito similar, com exceção que na versão mais completa nos sentimos mais aconchegados, acredito que pelo banco de couro, teto solar, multimídia, tela de 8”, que é muito ágil e fácil de mexer. O consumo da nova Frontier também agrada, 9,2 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada.

Voltando a falar do teste pelas bandas de Goiânia, andamos pela região de Pirenópolis, que é muito legal e também tem muitas histórias. Por falar nisso, todos os testes da Nissan são aprendizados, não só automobilístico, mas como também da cultura das regiões que a equipe faz questão de contar. Vale registrar que passamos pela Fazenda Babilônia e Villa dos Pirineus, dois lugares incríveis. Voltando a falar do veículo, a Nissan não quer ser a líder, mas a nova Frontier tem tudo para estar entre as primeiras. Confira os valores e versões: S: R$ 136.190. Attack: R$ 153.590. XE: R$ 172.880. LE: R$ 193.290. 

Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais como, @correioveiculos e @correioestado

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Teste da Triumph Tiger 1200 XCa
CORREIO VEÍCULOS

Teste da Triumph Tiger 1200 XCa

Destaques da Fenatran 2019
CORREIO VEÍCULOS

Destaques da Fenatran 2019

Nova visão do futuro: Toyota Mirai
CORREIO VEÍCULOS

Nova visão do futuro: Toyota Mirai

Cidade adentro: Iveco Daily 2020
CORREIO VEÍCULOS

Cidade adentro: Iveco Daily 2020

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião