Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORREIO VEÍCULOS

Jeep Compass estreia linha 2020, <Br>com novidades em todas as versões

Jeep Compass estreia linha 2020, <Br>com novidades em todas as versões
21/08/2019 06:00 - LEANDRO GAMEIRO


Todas as configurações receberam mais itens de série, tanto na versão Sport quanto nas duas longitude, que têm opções de motores flex e diesel.

Jeep Compass Sport 2020 agora com nova cor disponível, Branco Polar (perolizada)

A versão Sport passa a ter o sistema de entrada e partida sem chave (Keyless Entry’N’Go), acendimento automático dos faróis e sensor de chuva. Ainda falando de novidades na versão Sport, tem nova cor disponível, o branco polar perolizado, que é a mais procurada pelos compradores do Compass.

As duas configurações longitude (flex e diesel), receberam retrovisor interno eletrocrômico, acendimento automático dos faróis e sensor de chuva. O Compass Longitude conta com um novo opcional, o sistema de estacionamento Park Assist.

Jeep Compass S 2020 vem com teto solar panorâmico Command View

A nova Série S, topo da gama, que já sai de fábrica com o pacote High Tech, formado por aviso de colisão frontal com frenagem automática (FCW+), monitoramento de mudança de faixa (Lane Sense), controle adaptativo de velocidade (ACC) e comutação automática do farol alto. Agora o modelo vem com o teto solar Command View entre os equipamentos padrões e parte de R$ 195.990.

As versões Limited (flex e diesel) e Trailhawk agora vêm com o banco do motorista com ajuste elétrico em oito direções. Ambos continuam a oferecer o conjunto High Tech como opcional.

Hoje, pelo site da montadora, o Compass parte de R$ 116.990 na versão Sport, com motores flex. Indo para turbo diesel, parte de R$ 161.990 na versão Longitude e ultrapassando os R$ 195 mil na versão topo do modelo.

*Com informações da assessoria de imprensa da Jeep do Brasil.

Siga-nos em nossas redes sociais como: @correioestado e @correioveiculos.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?