Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

COLUNA CARMAIS

Coluna semanal com dicas
e novidades sobre automóveis

9 SET 19 - 14h:39LUIZ HUMBERTO MONTEIRO PEREIRA/Agência AutoMotrix

Os números da novidade
A versão 2020 do Toyota Corolla, que é o carro mais vendido do mundo, foi apresentada no dia 3 de setembro. Fruto de investimento de R$ 1 bilhão na planta de Indaiatuba, o Corolla 2020 oferece, pela primeira vez, um sistema híbrido que combina dois motores elétricos com 72 cavalos de potência e um 1.8 litro VVT-i 16V de ciclo Atkinson flex, com 101 cavalos de potência com etanol. A linha 2020 do sedã da Toyota também estreia um novo motor 2.0 litros Dynamic Force Dual VVT-iE 16V DOHC de ciclo Atkinson Flex, que rende 177 cavalos de potência, quando abastecido com etanol. E os preços do novo Corolla, que foram motivo de algumas especulações, foram finalmente confirmados. Com o motor 2.0 litros Dynamic Force, começam nos R$ 99.990 da versão GLi Flex, passam pela intermediária XEi Flex, que sai por R$ 110.900, e chegam à “top” Altis Plus Flex, que custa R$ 124.990 e é equipada com o sistema Toyota Safety Sense – que agrega diversos dispositivos semiautônomos de segurança ativa. Com a motorização híbrida, há duas versões: a Altis Hybrid, de R$ 124.990, e a Altis Hybrid com pacote Safety Sense, que sai por R$ 130.990.

Pretensões exportadoras
A Volkswagen anunciou um novo modelo que será totalmente desenvolvido no Brasil e fortemente focado nas exportações. Há meses, fala-se do futuro pequeno SUV na forma de um coupé com plataforma MQB e vinculado à família Polo, mas só agora a Volkswagen oficializou o anúncio do novo modelo, que será produzido na fábrica de Anchieta, em São Bernardo do Campo/SP. O novo veículo ainda não tem nome definido, mas especula-se que possa vir a ser chamado de T-Sport. O anúncio foi feito pelo diretor de operações da marca Volkswagen, Ralf Brandstätter, e pelo presidente e CEO da Volkswagen América Latina, Pablo Di Si, durante uma visita à sede da Volkswagen em Wolfsburg, Alemanha. O projeto faz parte do plano de investimentos da marca no Brasil de R$ 7 bilhões até 2020. O novo modelo também será produzido na Europa. “É a primeira vez que a Volkswagen exportará da América do Sul um novo veículo totalmente desenvolvido na região e que terá uma cobertura global. É uma globalização de tecnologia e conhecimento desenvolvido no Brasil. Será um carro que representará um novo segmento, que certamente conquistará ainda mais clientes para a marca Volkswagen. Este é o conceito do New Urban Coupé, com um design que combina esportividade com uma posição de direção mais alta. É uma combinação única. Será a democratização de um estilo que é oferecido apenas nos modelos de segmento premium”, comemorou Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen Latin America.

Rodando distraído
Usar o celular ao dirigir é um perigo, mas está longe de ser a única causa de distração no volante. Mesmo sem perceber, praticamente todos os motoristas têm algum momento de falta de atenção no meio do seu trajeto. A direção distraída se enquadra, geralmente, em três categorias. A primeira é a distração mental quando qualquer atividade tira a mente do motorista da pista, desde conversar com passageiros até se perder no pensamento enquanto ouve uma música no rádio. A segunda é a distração visual, que ocorre quando o motorista desvia o foco da estrada para se fixar em outra coisa, como olhar o telefone, supervisionar os filhos ou observar algo que ocorre fora do veículo. E a terceira é a distração manual, quando o motorista tira uma ou as duas mãos do volante por qualquer motivo, como para se pentear, ajustar o GPS ou buscar algo na bolsa ou no porta-luvas. Ler e enviar mensagens de texto, por combinar os três tipos de distração, é particularmente perigoso e pode mais que dobrar a chance de ocorrer um acidente. Além da educação e conscientização dos motoristas, hoje há tecnologias de assistência que ajudam a evitar esse tipo de acidente. A nova Ford Ranger 2020, por exemplo, é a primeira picape média a oferecer assistência autônoma de frenagem com detecção de pedestres. Esse sistema, operado por radar e câmeras, atua ao identificar um risco iminente de colisão: em velocidades de até 60 km/h é capaz de parar totalmente o veículo. Acima dessa velocidade, ajuda a reduzir a força do impacto mesmo que o motorista não tome nenhuma ação.

Pensando grande
Começa a chegar às concessionárias nacionais a picape RAM 2500 Laramie 2019. Reformulada por inteiro, a nova versão da picape fez sua primeira aparição no Brasil durante a Festa do Peão de Barretos, encerrada no dia 25 de agosto. A RAM 2500 está mais elegante e com novos faróis com luzes diurnas de leds. Grade, para-choque, laterais e a traseira também foram redesenhadas, com novas rodas, para-lamas, retrovisores e lanternas com leds, entre outros itens. Os traços mais musculosos do novo capô refletem as evoluções aplicadas embaixo dele, no motor turbo diesel Cummins de 6,7 litros e seis cilindros em linha, que entrega 365 cavalos de potência, 110 kgfm de torque e ainda perdeu 28 kg. O câmbio automático de seis marchas teve seu funcionamento mais refinado e continua ligado à tração com modos 4x2, 4x4 e 4x4 reduzida. Outra novidade nesta versão da picape está na cabine com uma nova central multimídia Uconnect 4C NAV – com a maior tela entre todas as picapes no Brasil: 12 polegadas. Pela tela é possível até acompanhar a carga na caçamba por meio de uma câmera exclusiva no segmento – há ainda outras quatro câmeras que formam a imagem aérea 360° do veículo. A Nova Ram 2500 já está à venda, na versão Laramie, pelo valor de tabela de R$ 289.990.

Onde o Mercosul dá certo
Durante a recente missão oficial do governo uruguaio à China, a Lifan expressou sua intenção de ficar para fabricar carros elétricos no Uruguai. Os representantes da Lifan explicaram que o Uruguai está estrategicamente localizado e é um país confiável, administrado por um governo capacitado e bem-intencionado. Lembraram ainda que as relações entre Uruguai e China “vivem seu melhor momento possível”. E destacaram principalmente a solidez macroeconômica uruguaia, recuperada em 16 anos com um crescimento médio de 4,1% ao ano.

Máquina dos sonhos
O Batmóvel original de 1966, criado pelo customizador George Barris, será uma das atrações do evento “Batman 80 – A exposição”, que acontece de 5 de setembro a 15 de dezembro de 2019, no Memorial da América Latina, em São Paulo. O evento faz parte da comemoração aos 80 anos do Batman, celebrados em vários lugares do mundo, e uma das cidades escolhidas para integrar esta programação oficial mundial foi capital paulista. A exposição reúne cenografia, acervo com quadrinhos e outros itens raros, além de textos que contam a evolução e a importância de um dos personagens mais famosos do mundo.

Dando detalhe
Na reta final para o lançamento da nova geração do HB20, marcado para 16 de setembro, a Hyundai divulgou em suas redes sociais a primeira imagem oficial do hatch compacto, que atualmente é o segundo carro mais vendido do País – perde apenas para o Chevrolet Onix. A foto mostra o conceito de design teto flutuante, um elemento estético de destaque na nova geração do HB20. Outras imagens serão reveladas nos próximos dias e poderão ser vistas no perfil da montadora no Instagram (@hyundaibr), em sua página no Facebook (facebook.com/hyundaibr) e canal no Youtube (youtube.com/hyundaibr).

A última da placa
A quarta e mais recente versão da placa do Mercosul passou a valer no dia 26 de agosto, quando entraram as novas regras do Conselho Nacional de Trânsito. O novo formato está disponível para sete estados brasileiros, perdeu elementos de segurança e ficou consideravelmente mais simples que o modelo original – que estreou em setembro de 2018 no Rio de Janeiro, onde mais de 800 mil carros, motos e utilitários já circulam com a placa Mercosul. Nesta última atualização, a placa perdeu duas características visuais criadas para prevenir clonagens e falsificações: as palavras “Brasil” e “Mercosul” com efeito difrativo, semelhante a um holograma, aplicadas sobre os caracteres e na borda externa; e as chamadas ondas sinosoidais, grafadas no fundo branco do equipamento. No lugar do efeito difrativo, as inscrições passam a vir na mesma cor dos caracteres. Desde quando o novo modelo da placa passou a valer no Rio de Janeiro, passou por outras duas modificações visuais, sempre relacionadas a itens de segurança.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Coluna semanal com dicas <br>e novidades sobre motos
COLUNA MOTOMAIS

Coluna semanal com dicas e novidades sobre motos

Coluna semanal com dicas <br>e novidades sobre automóveis
COLUNA CARMAIS

Coluna semanal com dicas e novidades sobre automóveis

Novo HB20: ousado e renovado
CORREIO VEÍCULOS

Novo HB20: ousado
e renovado

C3 Picasso e Chery estão entre os carros mais desvalorizados no Brasil; Confira
EM 1 ANO

C3 Picasso e Chery estão entre os carros mais desvalorizados no Brasil

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião