Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PREJUÍZOS

Entidades farão levantamento de perdas nas lavouras após chuva de granizo

Temporal forte atingiu plantações da região Sul do Estado na madrugada de hoje
14/04/2020 16:13 - Súzan Benites


O temporal que começou na noite de ontem (13) e se intensificou na madrugada desta terça-feira (14) trouxe queda de granizo e estragos nas lavouras da região Sul do Estado. Vídeos enviados pelos leitores para o Whatsapp do Correio do Estado mostram plantações e estradas cheias de gelo. Entidades agrícolas de Mato Grosso do Sul ainda fazem levantamento dos prejuízos.

Nos municípios de Ponta Porã, Aral Moreira e Amambai o temporal chegou com mais intensidade. De acordo com informações enviadas pelos leitores ao Correio do Estado, algumas plantações ficaram cobertas de gelo. “Nas minhas áreas não teve granizo [Dourados], mas na região de Amambai ouvi relatos que teve áreas com 100% de perda”, disse o agrônomo Ricardo Rigon.

Segundo a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), ainda não há como mensurar prejuízos, a área técnica da federação está fazendo um levantamento dos estragos causados pelo temporal.

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul (Aprosoja-MS) monitora as reais consequências das chuvas de granizo. Segundo associação o fenômeno natural afetou diretamente lavouras de milho nos municípios de Amambai, Aral Moreira e Antônio João. Houve registro de granizo também em Bonito, mas sem grandes impactos.

“Para monitorar, quantificar e atuar na amenização desses impactos, a Associação conta com o apoio dos agricultores para que entrem em contato e registrem a proporção dos prejuízos, quando houver”, informou em nota.

A associação disponibiliza no site da entidade um link para que os agricultores registrem nome e região da propriedade, área afetada e, possível contratação de seguro para a área em questão.

“Com as informações reunidas a entidade terá a real proporção dos prejuízos e avaliará ações concretas, para contribuir com os agricultores do Estado”, informou. Os produtores devem preencher um formulário por meio do link divulgado na página da Aprosoja-MS.

Conforme dados da Famasul a colheita da soja safra 2019/2020 já atingiu 100% de cobertura nas áreas acompanhadas pelo projeto Siga (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio). O plantio do milho safrinha também já foi concluído nas áreas acompanhadas pelo Siga.

 
Vídeo de leitor mostra queda de granizo entre Aral Moreira e Amambai - Whatsapp/Correio do Estado
 

TEMPORAL

A queda de granizo ainda deixou estradas cobertas de gelo e para-brisa de carro quebrado. Segundo moradores da região, na rodovia MS-386, entre os municípios de Ponta Porã e Amambai a pista estava coberta de gelo e os condutores dos veículos precisaram parar no acostamento porque a via estava bastante escorregadia. 

Em Campo Grande o temporal derrubou árvores e deixou casas sem energia elétrica. No interior de Mato Grosso do Sul, muitos danos em Laguna Carapã, Ivinhema, Eldorado, Mundo Novo, Amambai, Sete Quedas e Paranhos, com a chegada de um tornado com ventos que atingiram 147 km/h. 

Na Capital, os ventos que chegaram a 62 km/h atingiram galho que acabou derrubando muro e prejudicando a fiação elétrica de moradores do bairro Caiçara.

De acordo com o meteorologista Natálio Abrão, as chuvas que aconteceram nesta madrugada atingiram 45,4 milímetros, só em Campo Grande. A mudança de temperatura chegou a derrubar em quatro graus, resultando em 18º C no início da manhã de hoje. Ontem, a temperatura era de 22º C.

Ainda de acordo com o meteorologista, o Estado está com um centro de baixa pressão associado a uma frente fria no Paraná. 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?