CORREIO INFO

WhatsApp pode lançar versão web que não depende do celular

WhatsApp pode lançar versão web que não depende do celular
27/07/2019 06:15 - TECMUNDO


 

O WhatsApp tem uma versão web que espelha as conversas do app mobile desde 2015. Para usá-lo é preciso confirmar a segurança via QR Code e manter o celular conectado à internet por perto. Embora seja uma mão na roda poder usar o mensageiro no computador de mesa, essa dependência às vezes incomoda e a empresa estaria trabalhando em um sistema multiplataforma que rode mesmo com o smartphone desligado.

O boato vem de uma fonte quente, o WABetaInfo que costuma acertar na grande maioria das coisas que publica. 

Isso pode ser uma grande jogada para manter e aumentar ainda mais a base de 1,5 bilhão de usuários em todo o mundo. Dessa forma, as quedas constantes, o consumo de bateria — e da franquia de dados quando você não está ligado ao WiFi — e a necessidade de atualização da conversa no app para mantê-la no desktop, podem ser resolvidos.

Vale destacar que o Telegram já possui essa versão web independente e, bem, a do WhatsApp teria aí uma mudança de conceito, deixando de ser apenas um “espelho” por questões de segurança e até mesmo abrindo caminho para um comunicador com funcionalidades que aproveitem melhor cada dispositivo.

Porém, ainda não há confirmação disso tudo, muito menos provável data de distribuição.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".