Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COLUNA PERFIL

Pausa cômica na vida de Juliana Paiva

Sem gravar “Salve-se Quem Puder”, a atriz se diverte com a Cassandra de “Totalmente Demais”
25/05/2020 21:00 - Geraldo Bessa/TV Press


 

Juliana Paiva estava completamente mergulhada na vida da destemida Luna, de “Salve-se Quem Puder”, quando a pandemia de coronavírus paralisou as atividades nos Estúdios Globo. Mesmo totalmente a favor das medidas de segurança tomadas pela emissora, a atriz ficou levemente frustrada com a pausa nas gravações, que seguem ainda sem prazo para voltarem à normalidade. Em meio a tantas notícias tristes nos telejornais, a atriz recebeu um alento ao saber que “Totalmente Demais”, de 2015, ocuparia o horário das sete. Além do texto leve, divertido e carregado de boas doses de esperança, a trama de Rosane Svartman e Paulo Halm tem lugar cativo nas memórias de Juliana: foi na pele da ambiciosa e tresloucada Cassandra que ela, enfim, conseguiu ganhar espaço na tevê. “Minha carreira vinha em um crescente. Mas a Cassandra me fez ver que estava no caminho certo. A novela foi um sucesso como um todo e a personagem caiu no gosto do público. Tenho muita gratidão por tudo o que aconteceu naquele momento”, valoriza.

Agora, todas as noites, Juliana tem tido a chance de acompanhar essa “virada” e rir com os planos mirabolantes da personagem, que retrata de forma bem-humorada as milhares de garotas que sonham com a carreira artística e não medem esforços para chegar a esse objetivo. Mesmo que isso signifique inventar relações amorosas ou “passar a perna” nas adversárias. “Já fiz muitos testes nessa vida e sempre tem algumas pessoas que agem sem muitos limites. Quando me falaram sobre a Cassandra, logo percebi que tinha um bom material para construir a personagem”, brinca. O convite para a novela surgiu na esteira da boa repercussão da participação de Juliana nas temporadas de 2012 e 2014 de “Malhação”, concebida pelos mesmos autores de “Totalmente Demais” e igualmente dirigida por Luiz Henrique Rios. Assim que viu a sinopse, a atriz enxergou em Cassandra a possibilidade de ir além do flerte com a comédia. “Eu já tinha feito coisas leves e divertidas. Mas com a Cassandra tive de encontrar meu ‘timing’ para o humor. Precisei de muito jogo de cintura para fazer as cenas cômicas”, desabafa. 

Tímida por trás das câmeras, Juliana também teve de se desligar para a exigência de exposição do figurino da personagem, recheado de shorts curtíssimos e peças extremamente justas. “Foi aí que eu percebi que tinha realmente de levar dieta e exercícios a sério”, entrega, aos risos. Nas ruas, a resposta do público não poderia ter sido mais positiva. Por Cassandra ser a uma das principais concorrentes de Eliza, a protagonista de Marina Ruy Barbosa, no fictício concurso “Garota Totalmente Demais”, Juliana chegou a pensar que as atitudes de antagonista poderiam enquadrar Cassandra como vilã. Porém, na corda bamba entre bondades e pequenas maldades, a personagem foi salva pelo humor. “Ela queria muito se dar bem. Acho que as pessoas acabaram entendendo esse desejo e sacaram que Cassandra era doida e até meio inocente”, acredita.

Natural do Rio de Janeiro, Juliana passou boa parte de sua vida morando no Ceará. Incentivada pelo pai, que trabalhou como modelo nos anos 1980, ela passou a fazer testes para comercial e televisão, mas só investiu pesado na atuação quando voltou a residir na capital carioca, em 2009. “Tive muitas dúvidas no início. É uma área muito concorrida, tem muita gente sonhando o mesmo sonho”, ressalta. Com foco, estudo e alguma sorte, Juliana conseguiu pequenos papéis em tramas como “Viver a Vida” e “Cama de Gato”. A partir de “Totalmente Demais”, renovou seu contrato com a Globo por prazo longo e passou a ser disputada por diversas produções da emissora. Em comum acordo com os planos da casa, teve seu primeiro papel de destaque no horário das nove em “A Força do Querer”, de 2017 e ganhou duas protagonistas seguidas, a Marocas de “O Tempo Não Para” e a Luna de “Salve-se Quem Puder”. “Estou me divertindo muito com a Cassandra, mas quero logo que tudo volte ao normal e a Luna possa terminar de contar sua história”, torce.

Dicas cômicas

O texto foi a base da atuação de Juliana Paiva em “Totalmente Demais”. Mas trocar informações e algumas dicas com o elenco mais experiente da trama também foi muito válido para a atriz. Juliana Paes, por exemplo, acabou virando uma referência por conta de seu desempenho em “Celebridade”, de 2003, onde viveu uma personagem bem parecida com Cassandra. “A Jaqueline Joy era extremamente sem noção também e foi um papel muito importante para a consolidação da carreira da Juliana. Ela me deu muitas dicas sobre encontrar a graça da cena”, entrega.

Outra ajuda fundamental foi a de Orã Figueiredo, que interpretava o boa-praça Hugo, pai de Cassandra. “Quando estava insegura com a cena, Orã sentava comigo e passava o texto com a maior disposição. Ele tinha acabado de fazer ‘Tapas & Beijos’ e estava com o ‘timing’ de humor impressionante. Aprendi muito durante os meses de gravação”, destaca.

Instantâneas

# Juliana Paiva começou a carreira de modelo publicitária aos nove anos de idade.

# Após o final de “Totalmente Demais”, Juliana estrelou “Totalmente Sem Noção Demais”. Com 10 episódios, a série foi um “spin-off” da novela, feita para o então recém-lançado Globoplay.

# Além da alimentação regrada, Juliana mantém a forma lutando Muay Thai. “Não gosto de malhar, mas preciso me exercitar de alguma forma”, destaca.

# O horário das sete é o mais recorrente na carreira de Juliana. “Salve-se Quem Puder” é sua sexta novela no horário.

 

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!