Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RAIO-X

Lucca Picon estreia antes do esperado

Após fazer testes para o elenco de “Malhação” 2020, o ator estreia na tevê na atual temporada da trama adolescente
28/03/2020 21:00 - Caroline Borges/TV Press


 

Lucca Picon tinha um objetivo profissional para 2020: integrar o elenco da próxima temporada de “Malhação”. Mas, por conta do avanço da pandemia da Covid-19, não tem data de estreia definida. O ator chegou a participar do processo de escolha de elenco, mas não foi selecionado. Ainda assim, Lucca viu sua chance de participar da novela adolescente reacender ao, repentinamente, surgir o papel do respeitoso Henrique na atual temporada assinada por Emanuel Jacobina. “Um tempo depois surgiu o teste para o Henrique. Gostaram do meu vídeo e, junto com o que eu mostrei no ‘workshop’ de seleção da ‘Malhação’ 2020, fui aprovado para viver o Henrique em 2019”, explica Lucca, que não estava acompanhando a atual temporada antes de integrar o elenco. “O ano de 2019 foi um ano de muito foco na faculdade e na carreira de modelo, não assistia muito a tevê. Tive de fazer maratona dos episódios e me arrependi de não ter acompanhado. Gostei muito”, completa.

Na história, Henrique é um dos alunos do fictício Colégio Otto Lara Resende. Nos últimos capítulos, o rapaz começou a namorar Andressa, de Monique Bourscheid, e passou a desbravar as complexidades do primeiro amor. “O Henrique é um menino educado, respeitoso e livre de qualquer preconceito. Porém, por seu grande interesse e foco no esporte, ele se torna isento de opiniões firmes sobre outros assuntos no meio social dele, o que o transforma em uma pessoa muito influenciável”, afirma. “Malhação” é o primeiro trabalho de Lucca como ator. Novato no vídeo, o jovem natural de Santa Catarina precisou lidar com as novidades da tevê e também driblou o nervosismo de entrar na história em andamento. No início do trabalho, ele encarou uma rotina intensa de trabalho. “Sou rigoroso com a rotina esportiva e de alimentação saudável. Então, é muito cansativo psicológica e fisicamente cumprir os horários de gravação, estudar as cenas, cobrar o seu melhor, fazer as preparações com a Isabella (Secchin, preparadora de elenco), estar distante da família e manter uma rotina diária de treino, dieta e dormir oito horas por dia”, ressalta.

Nome: Lucca Namem Picon.

Nascimento: Em 19 de julho de 2000, em Florianópolis, Santa Catarina.

Atuação inesquecível: Henrique, da atual temporada de “Malhação”, da Globo.

Interpretação memorável: Mateus Solano como Félix em “Amor À Vida”, da Globo, de 2013.

Um momento marcante na carreira: “Ser aprovado para o elenco de ‘Malhação’”.

O que falta na televisão: “Faltam ideais modernos que fortaleçam e apoiem movimentos sociais”.

O que sobra na televisão: “Programas que expressam discriminação principalmente de raça, sexo e gênero, a menos que seja uma crítica social”.

Com quem gostaria de contracenar: Fernanda Montenegro.

Se não fosse ator, o que seria: “Empresário, ainda pretendo ser em paralelo”.

Ator: Lima Duarte.

Atriz: Fernanda Montenegro.

Novela preferida: “Avenida Brasil”, da Globo, de 2012.

Vilão marcante: Carminha, interpretada por Adriana Esteves em “Avenida Brasil”.

Que novela gostaria que fosse reprisada: “Amor à Vida”.

Filme: “O Regresso”, de Alejandro González Iñárritu.

Vexame: “Com 10 anos, minha professora não me deixou ir ao banheiro quando pedi, como eu estava fazendo bagunça antes, não quis pedir de novo e fiz xixi nas calças, mas a aula estava no fim e só um amigo que estava sentado atrás de mim percebeu, o resto correu para fora da sala depois do sinal”.

Uma mania: “Mexer no cabelo”.

Um medo: “De perder familiares”.

Projeto: “Me construir como ator”.

Felpuda


A tal estratégia de jogar informações nas redes sociais com objetivo de prejudicar adversários está começando a gerar reações. Uma dessas figurinhas vai ter de explicar, na Justiça, o por quê de postagem trazendo suspeitas pesadas contra cabeça coroada, que não gostou nadica de nada de ver o seu nome sendo usado como “bucha de canhão” para fins eleitoreiros. Vem chumbo grosso por aí! E sai debaixo!...