Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COLUNA CLOSE

Késia Estácio integra o elenco do “Fora de Hora”

A atriz foi finalista da temporada de estreia do “The Voice Brasil”
20/02/2020 08:00 - Caroline Borges/TV Press


 

A vida de Késia Estácio sempre girou em torno das artes. Neta de maestro e filha de musicistas, a atriz sempre soube que trilharia um caminho artístico. Com certeza de seus passos profissionais, ela se mudou para o Vidigal, comunidade localizada na Zona Sul do Rio de Janeiro, para ingressar no projeto teatral Nós do Morro – para participar da ONG, era necessário ser morador da comunidade. “Mudei minha vida por conta do teatro. Nunca pensei em fazer nada diferente. Até flertei com Nutrição no pré-vestibular, mas aprendi que aquilo que a gente dorme e acorda pensando, não podemos desistir. Desde criança nunca tive dúvidas de que seria uma artista. Nunca me empenhei para outra coisa”, explica Késia, que vive a repórter Patrícia Evelyn no humorístico “Fora de Hora”, da Globo. 

Na produção encabeçada por Marcelo Adnet e Marcius Melhem, Patrícia Evelyn é uma repórter comprometida com suas matérias e coberturas absurdas, como a volta de Jesus em Cambuci ou a descoberta de que a clonagem de cartão de crédito se tornou esporte olímpico. Além de aproveitar a projeção da tevê, Késia celebra a chance de viver uma personagem que passa longe de qualquer estereótipo dentro da televisão e abre mais espaço para a representatividade. “Sou uma mulher negra convidada para fazer teste para um personagem que não vai me agredir ou diminuir. Mesmo sabendo que ainda nessa vida vou passar por testes para personagens que não vão me ressaltar e que talvez eu precise fazer porque é assim que funciona no Brasil. Espero que não aconteça. Estar nesse lugar (‘Fora de Hora’) é honroso. Posso mostrar meu talento como atriz e cantora no gênero que gosto, que é o humor”, valoriza.

A representatividade também pautou a forma como Késia buscou construir a fictícia Patrícia Evelyn. Dentro do universo do jornalismo, suas principais inspirações foram Maria Júlia Coutinho, Glória Maria, Joyce Ribeiro e Zileide Silva. “Fiquei mais focada em como as jornalistas dão a matéria com a fala mais melodiada, o corpo na frente da tevê. Fazer televisão olhando para câmera é novo para mim. Vi muitos vídeos e troquei muito com os diretores, apresentei minhas propostas. Peguei as repórteres negras por uma questão de representatividade. Precisei me ver, até para quando fizessem essa pergunta eu poder exaltar essas mulheres”, ressalta.

Confortável no humor, Késia não é novata na televisão. Antes de integrar o elenco do “Fora de Hora”, a atriz foi uma das finalistas da primeira temporada do “The Voice Brasil”, exibida em 2012. A música, inclusive, surgiu primeiro que a atuação na trajetória de Késia. “Na época, eu já fazia o Nós do Morro. Quando o programa foi fazer o vídeo de apresentação, fizemos no casarão do Nós do Morro. Era muito importante para mim ressaltar aquele momento da vida. A atuação veio depois do canto, porque o canto vem desde o berço”, lembra. Após sua passagem pelo “reality show”, Késia seguiu firme em sua trajetória como cantora. Em 2019, ela lançou seu mais recente “single”, “Quando Penso em Você”. “O programa foi um divisor de águas. Após o ‘The Voice’, eu só trabalhei com arte, música, teatro musical. Veio para afirmar em um sentido macro que eu sou mesmo uma funcionária da música. Me possibilitou a não voltar para alguns empregos que eu não me sentia feliz e realizada”, aponta.

 

"Fora de Hora" – Globo – Terça, às 22h10.

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...