Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RAIO-X

Em casa: Talita Tilieri

No ar em “Matches”, a atriz volta ao Brasil após um período vivendo no exterior
28/02/2020 08:00 - Caroline Borges/TV Press


 

É bastante comum ver os planos serem atropelados pelos acasos da vida. Talita Tilieri, por exemplo, estava plenamente confortável vivendo nos Estados Unidos e voltaria ao país apenas para passar o Carnaval do ano passado. No entanto, uma ligação para participar da série “Matches”, exibida pelo canal Warner, fez com que a atriz não retomasse sua rotina no exterior. “Foi muito surpreendente como aconteceu. No aeroporto, pegando o voo, recebi a ligação do meu empresário sobre a série. Minha primeira diária de gravação caiu no dia em que eu pegaria o avião de volta para Los Angeles. Resolvi ficar para a série e estou aqui até hoje”, explica Talita, que, inclusive, está escalada para “Gênesis”, próxima novela bíblica da Record, que tem estreia prevista para o primeiro semestre. Na história, Talita interpreta Mel e, através do fictício aplicativo “Matches”, ela conhece Ricardo, papel de João Baldasserini. “Os personagens são de universos muito opostos e de personalidades consideravelmente contrastantes. Ela é uma mulher de atitude e que se mostra interessada quando está a fim de um cara. A Mel é liberada sexualmente e aberta a fantasias e experiências”, defende.

Para viver Mel, Talita se viu bastante diferente no vídeo. A personagem contava com 12 tatuagens pelo corpo. A atriz, porém, não tem nenhuma. “A transformação física traz de imediato um movimento interno característico. Além disso, eu sou paulista, a personagem é carioca. Acho imprescindível se atentar a essas diferenças regionais, o que envolve não apenas sotaque como algumas gírias e termos específicos”, aponta Talita, que já usou aplicativos de namoro para se relacionar na vida real. “Acho coerente com a construção social que vivemos hoje. Estamos conectados a maior parte do tempo. Nada mais natural que o mundo digital invada nossos corações e relacionamentos também”, completa.

Nome: Talita Tilieri Salvadori.

Nascimento: Em 7 de outubro de 1986, em Santos, São Paulo.

Atuação inesquecível: Eu me apaixono perdidamente por todas as minhas personagens. Mas acaba que a que eu estou vivendo no momento me surge mais intensa na cabeça. A personagem que estou trabalhando agora na novela ‘Gênesis’ está sendo um desafio encantador”.

Interpretação memorável:Viola Davis no filme ‘Dúvida’. Para mim, a atuação dela é excepcional sempre, mas neste trabalho é impressionante a quantidade de camadas que ela traz em apenas uma cena”.

Momento marcante na carreira: “O início. Eu tive de vencer algumas barreiras para poder viver do que eu amo. A decisão de seguir pela arte fez desabrochar muito da minha essência”.

O que falta na televisão:Um trabalho artístico de consistência sendo, ao mesmo tempo, popular e acessível a um público tão abrangente”.

O que sobra na televisão:Sensacionalismo a respeito da dor do outro é uma característica que me incomoda na televisão. Acho que existe como ser informativo sem utilizar dos sentimentos e sofrimentos de alguém para conseguir audiência”.

Com quem gostaria de contracenar:Com artistas sensíveis, humanos, sinceros e abertos à troca”.

Se não fosse atriz, o que seria: “Infeliz (Risos). Cantora ou bailarina”. 

Ator: Sean Penn.

Atriz: Meryl Streep. 

Novela preferida: “O Clone”, de 2001, da Globo.

Vilão: Lady Macbeth.

Personagem mais difícil de compor: “Acredito que quanto mais arquetípico, mais desafiador”.

Que novela gostaria que fosse reprisada: “Roque Santeiro”, de 1985, da Globo.

Que papel gostaria de representar: “Tenho desejo de viver personagens extremamente distantes da minha realidade”.

Filme: “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, de Jean-Pierre Jeunet.

Autor: “Estou fissurada no moçambicano Mia Couto no momento”. 

Diretor: Thomas Vinterberg.

Vexame: “Eu sou a pessoa mais desastrado do mundo. Coleciono muitos vexames. Tombo é toda semana”.

Uma mania: “Dormir vendo vídeo de artesanato no YouTube”.

Um medo: Da solidão. Isso me apavora”.

Projeto: “Fazer teatro. Estou com saudade dos palcos”.

 

Matches – canal Warner– Terças, às 20h40.

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...