Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE

Correio do Estado lança página especial sobre Coronavírus

Para combater notícias falsas, Portal reúne reportagens sobre o Covid-19 em um só lugar
18/03/2020 07:00 - Naiane Mesquita


 

Em tempos de notícias falsas e pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Portal do Correio do Estado lança hoje uma página especial destinada a reunir em um só local informações atualizadas e apuradas com ética pela imprensa.

De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde, divulgado na tarde de ontem, o novo coronavírus foi o responsável pela morte de um homem de 62 anos e a contaminação de outras 291 pessoas no Brasil.  Ainda se sabe pouco sobre a ação do vírus, mas o principal grupo de risco são os idosos e as pessoas com doenças crônicas.  

Enquanto as orientações ainda estão sendo repassadas pelos especialistas, as notícias falsas crescem e comprometem a saúde de milhares de pessoas, como foi o caso da receita caseira de álcool em gel disseminada em grupos do Whatsapp que, ao contrário de ajudar, causa intoxicações e queimaduras.  

De acordo com o diretor do Correio do Estado, Marcos Fernando Alves Rodrigues, o objetivo é diminuir a desinformação e auxiliar no combate ao novo coronavírus. “A página reúne todas as notícias a respeito do novo coronavírus, inclusive notícias que já foram publicadas e as próximas informações que ainda serão divulgadas”, explica.

A página terá informações sobre a trajetória da Covid-19 pelo mundo, as últimas informações, além de sintomas e formas de prevenção da doença. “Há muitas notícias desencontradas, fake news circulando pelo País, e o nosso dever é zelar pela veracidade da informação”, acredita o diretor do Correio do Estado.  

O material especial sobre o coronavírus pode ser acessado por meio de dois links. O primeiro (https://correiodoestado.com.br/especiais/coronavirus) traz todas as notícias indexadas do Covid-19.  

Já o outro endereço (https://correiodoestado.com.br/especiais/coronavirus/tudo-sobre) apresenta as informações científicas descobertas até o momento sobre o novo vírus.  

Mato Grosso do Sul

Os casos de Covid-19 subiram em Mato Grosso do Sul, de acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Até o dia de ontem, foram registrados seis casos de coronavírus –os dois novos infectados são duas mulheres, uma de 29 e outra de 37 anos.  

Em um dia, foram notificados 22 novos casos suspeitos, no entanto, devido aos novos casos excluídos e descartados, o Estado tem atualmente 26 casos em investigação.  

Todos os casos estão em Campo Grande. 

 
 

Cuidados

De acordo com o Ministério da Saúde, a melhor forma de prevenção é a higiene, a começar pela etiqueta respiratória, ou seja, cobrir a boca com o antebraço ou lenço descartável ao tossir e espirrar.  

Nada de abraços e beijos. A forma de cumprimentar também deve mudar, evitando abraços, apertos de mãos e beijos no rosto. Essas são as maneiras mais importantes pelas quais as pessoas podem proteger a si e sua família de doenças respiratórias, incluindo o coronavírus.

Além disso, o isolamento domiciliar ou hospitalar é indicado para pessoas com sintomas da doença por até 14 dias, além da recomendação para que pacientes com casos leves procurem os postos de saúde.  

Celulares

Os objetos pessoais mais utilizados também devem receber uma atenção especial, principalmente o telefone celular.

Segundo o Ministério da Saúde, o vírus respiratórios se espalham pelo contato, por isso a importância da prática da higiene frequente, a desinfecção de objetos e superfícies tocados com frequência, como celulares, brinquedos, maçanetas, corrimão, são indispensáveis para a proteção contra o vírus.  

A vacina contra a gripe também é recomendada e a Campanha Nacional de Vacinação terá início no dia 23 de março, quando idosos e profissionais de saúde terão prioridade para se vacinarem. A vacina contra a influenza garante proteção para três tipos de vírus (H1N1, H3N2 e Influenza B).  

Para o Ministério, mesmo que a vacina não apresente eficácia contra o Coronavírus,é uma forma de prevenção para outras doenças, ajudando a reduzir a demanda de pacientes com sintomas respiratórios e acelerarem o diagnóstico para o coronavírus.

 

Felpuda


As conversas vêm acontecendo muito, mas muito reservadamente mesmo, e dão conta de que suplente poderá receber convocação, assumir a titularidade do cargo e por lá ficar por tempo indeterminado. Como é óbvio, tem gente jurando que nunca ouviu nem sequer falar sobre o assunto. O motivo não seria nada ligado a possíveis atos de irregularidades, mas sim por problemas de ordem pessoal.