Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

Medida extrema

Emissoras de TV devem evitar filmagens
de torcedoras na Copa do Mundo

A medida foi tomada porque os casos de sexismo na Rússia foram mais comuns que os de racismo

12 JUL 2018Por Istoé14h:00

As emissoras de televisão que estão cobrindo a Copa do Mundo na Rússia foram orientadas a reduzirem as filmagens de torcedoras atraentes durante os últimos jogos. A exigência foi anunciada pela Fifa após o aumento das denúncias sexuais ocorridas até o momento no Mundial.

De acordo com o chefe do departamento de responsabilidade social da Fifa, Federico Addiechi, a medida foi tomada porque os casos de sexismo na Rússia foram mais comuns que os de racismo. Uma entidade parceira da Fifa registrou 45 denúncias sexuais até agora no Mundial da Rússia.

A Fifa ainda destacou que a decisão é uma “evolução normal”, apontando que, em comparação com a Copa anterior, em 2014, no Brasil, as filmagens dos jogos melhoraram.

Além dos casos de abusos contra torcedoras, como o do grupo de brasileiros que assediou uma estrangeira em um vídeo, foram registrados também diversos assédios de torcedores contra repórteres mulheres.

A final da Copa do Mundo de 2018 será disputada neste domingo (15), entre Croácia e França. Um dia antes, Bélgica e Inglaterra vão se enfrentar pela terceira posição da competição.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também