Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TURISMO

Cinco livros para se inspirar e planejar novas viagens

Confira obras literárias ambientadas em outros países e que mostram um pouco da história ou cotidiano do local
25/03/2020 08:30 - Naiane Mesquita


Não é de hoje que a literatura é definida como o passaporte para uma nova dimensão. Por meio das obras é possível conhecer um pouco das terras escocesas, do cotidiano italiano nos anos 50 ou da cultura japonesa. Nada melhor para inspirar um próximo destino turístico do que se apaixonar por uma história.

Conheça cinco livros capazes de mudar o destino das suas próximas férias:

Outlander –Escócia

A série de sete livros Outlander, de Diana Gabaldon acompanha uma história de amor que percorre vários países ao longo dos anos. Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente? 

Há roteiros pela Escócia que mostram as locações históricas – que incluem castelos – além da beleza natural do país. 

 
 

Trilogia Millenium – Estocolmo, Suécia

A trilogia Millenium se passa em Estocolmo, na Suécia e tem vários fãs pelo mundo, principalmente pelo primeiro volume que inspirou o filme de mesmo nome, “Os Homens Que Não Amavam As Mulheres”. A história acompanha Henrik Vanger está certo de que sua sobrinha Harriet, que está desaparecida, foi assassinada por um dos membros da família. Mikael Blomqvist e Lisbeth Salander investigam o caso, mas o que eles não sabem é até onde a Familía Vanger está disposta a ir para se proteger.

 

 
 

Memórias de uma Gueixa – Kyoto, Japão

O filme pode ter feito mais sucesso que o livro, mas isso não impede que ambos sejam inspiradores para quem deseja conhecer o Japão. A narrativa conta a trajetória de Chiyo, uma menina vendida a uma casa de gueixas quando ainda era menina, em 1929. Maltratada pelos donos e por Hatsumomo, uma gueixa que tem inveja de sua beleza, ela é acolhida por Mameha, a principal rival de Hatsumomo. Chiyo ao crescer se torna a gueixa Sayuri. Reconhecida, ela passa a desfrutar de uma sociedade repleta de riquezas e privilégios até que a 2ª Guerra Mundial modifica radicalmente sua realidade no Japão. O filme, por exemplo, mostra vários pontos turísticos da cidade, sendo que Kyoto é conhecido pelos templos budistas capazes de acalmar a mente de qualquer pessoa. 

 
 

A Amiga Genial – Itália 

A Série Napolitana, formada por quatro romances, conta a história de duas amigas ao longo de suas vidas. O primeiro, A Amiga Genial, é narrado por Elena Greco e cobre da infância aos 16 anos. As meninas se conhecem em uma vizinhança pobre de Nápoles, na década de 1950. O livro mostra uma Itália conhecida por poucos e com muitas desigualdades sociais. As descrições presentes na obra sobre as praias onde as meninas passavam as férias são capazes de encantar os leitores. 

 
 

Guerra e Paz – Rússia

O clássico de Leo Tolstói é dividido em quatro livros de mais ou menos 400 páginas, se passa durante a campanha de Napoleão na Áustria e descreve a invasão da Rússia pelo exército francês e a sua retirada, além de analisar a aristocracia da época. É uma boa forma de conhecer um pouco da Rússia e se encantar pelo país que, além de ter uma cultura diferente, tem uma arquitetura pouco convencional para olhares ocidentais. 

 

Felpuda


As conversas vêm acontecendo muito, mas muito reservadamente mesmo, e dão conta de que suplente poderá receber convocação, assumir a titularidade do cargo e por lá ficar por tempo indeterminado. Como é óbvio, tem gente jurando que nunca ouviu nem sequer falar sobre o assunto. O motivo não seria nada ligado a possíveis atos de irregularidades, mas sim por problemas de ordem pessoal.