Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CLÁUDIO HUMBERTO

"Eu acho que a Argentina escolheu mal

29 OUT 19 - 06h:00Coluna Cláudio Humberto, Por Ana Paula Leitão e Teresa Barros

"Eu acho que a Argentina escolheu mal”
Jair Bolsonaro abrindo o flanco para ouvir o mesmo do argentino Alberto Fernández

Auditores driblam TCU e caem nas garras do STF
Saiu pela culatra a liminar obtida pelo Sindifisco no Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir a Refeita Federal de informar ao Tribunal de Contas da União (TCU) auditores que investigaram ilegalmente dados fiscais de autoridades. É que, ao driblar o TCU, o sindicato de auditores caiu nas garras do STF: o ministro Alexandre de Moraes, que deu a liminar, conduz inquérito sobre crimes e ameaças a ministros do STF. Gilmar Mendes teve a vida fiscal devassada por auditores fiscais. Um deles foi preso no Rio acusado de achacar alvos da Lava Jato.

Duas bolas fora
O Sindifisco jogou o peso institucional da Receita para proteger cerca de 20 auditores fiscais, e incluiu mais de mil deles no inquérito do STF.

TCU pega mais leve
No TCU, a maior medida seria punir os chefes por desvio de finalidade, com ordem para corrigir distorções. No STF, a consequência é criminal.

Ordem foi de Dantas
O ministro Bruno Datas, do TCU, notificou a Receita Federal a informar os auditores. Ele próprio alega ter sido vítima de investigação ilegal.

Bico calado
Apesar de solicitado a fazê-lo quase três horas antes do fechamento da edição, o Sindifisco não se pronunciou sobre o assunto.

No BRICs, só Brasil discute prisão na 2ª instância
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, enforcou a semana, suspendendo o julgamento de prisão após condenação em segunda instância, a pretexto de sediar um seminário das Altas Cortes do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O STF deveria se espelhar nos demais países do grupo: nenhum deles proíbe e tampouco rediscute prisão após a segunda instância.

Vergonha brasileira
Cada país do BRICs julga crimes segundo a gravidade. Nenhum deles adota regras que dificultam a prisão de corruptos condenados.

Partidão que manda
Toffoli disse que o ministro chinês se impressionou com o volume de ações do STF. Claro. Lá, a Justiça não permite a chicana à brasileira.

Vira-vira por Lula
O julgamento foi suspenso com 4x3 votos favoráveis à prisão, mas a tendência é que o STF cometa o vexame de cancelar a regra em vigor.

Diagnóstico demorado
O prefeito paulistano Bruno Covas é mais outro ilustre que o Hospital Albert Einstein perde para a concorrência. Somente no Sírio Libanês foi diagnosticado o que atormentava o prefeito: um câncer com metástase.

Chega de picuinhas
Bolsonaro e o argentino Alberto Fernández têm em comum o fato de terem sido eleitos democraticamente e precisam respeitar a soberania das urnas. Nas relações bilaterais, não há espaço para picuinhas.

Realista é só o rei
Enquanto Bolsonaro fazia pirraça recusando-se a cumprimentar o presidente eleito da Argentina, seu amigo Maurício Macri, o derrotado, mostrando como se faz, recebia o sucessor para um café da manhã.

O mundo ficou melhor
Já foi tarde o terrorista Abu Bakr Al-Bhagdadi, que se explodiu quando se viu cercado. Covarde, fez três crianças de escudos humanos. Elas morreram na explosão. Foi para o inferno levando na consciência crimes cruéis, como os 180 assassinatos no ataque de Paris, em 2015.

É um vexame
Os áudios do tal Queiroz, aqueles de linguagem chula, têm toda pinta de que foram vazados para ameaçar Bolsonaro e os filhos. Intriga como o presidente se permitiu envolver com gente dessa laia.

Remédio funciona
O governo tem obtido bons resultados em relação ao rombo nas contas públicas. Com contingenciamentos nada populares, o déficit acumulado nos oito primeiros meses de 2019 foi 14,6% menor que 2018, diz o IFI.

Revista dos delegados
Será lançada nesta terça-feira (29) a revista dos delegados federais, no Plenário 14 da Câmara dos Deputados, em Brasília. A publicação vai tratar da atuação nacional dos delegados da PF em todo o País.

Gerenciamento privado
O governador do Pará, Helder Barbalho, comemora a nova certificação de excelência dos Hospitais Oncológico Infantil Octávio Lobo e Galileu. Ambas as unidades de saúde são gerenciadas pela OS Pró-Saúde.

Pensando bem...
...após 12 dias fora, a crise política estará de volta nesta quinta (31).

PODER SEM PUDOR

Reprodutor de votos
Candidato em 1968 à prefeitura de Barretos (SP), capital da agropecuária paulista, Cristiano de Carvalho era chamado de “velho” pelos adversários. Certo dia, num comício, alguém provocou: “fala mais alto, bagaço!”. Ele respondeu na bucha: “Eu quero lembrar que sou candidato a prefeito, e não a reprodutor. Se a cidade quer um bom reprodutor, vocês devem votar no outro. Mas se deseja um bom prefeito, votem em mim.” Ganhou a eleição.

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CLÁUDIO HUMBERTO

Nós estamos no mesmo patamar de Nova York, de Paris e Madri

CLÁUDIO HUMBERTO

Brasil faz comércio com o mundo tudo

CLÁUDIO HUMBERTO

Seguirei pessoalmente empenhado em reerguer nossa economia

CLÁUDIO HUMBERTO

Estamos conversando com a China

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião