Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

CLÁUDIO HUMBERTO

“Acho muito razoável [Bolsonaro vetar], acho bem razoável”

16 DEZ 19 - 05h:00Coluna Cláudio Humberto, Por Ana Paula Leitão e Teresa Barros

“Acho muito razoável [Bolsonaro vetar], acho bem razoável”
Deputado Lafayette de Andrada (Rep-MG), relator, sobre trecho do Pacote Anticrime que restringe uso de grampo como prova

Maia teve mais viagens que dias úteis em 2019
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, realizou 235 viagens até a última segunda-feira, dia 9 de dezembro. Todas em jatos da Força Aérea brasileira (FAB), segundo o Comando da Aeronáutica. O ano de 2019 teve 244 dias úteis até sexta-feira (13). Retirando-se os 12 dias úteis do recesso parlamentar de julho, o deputado Rodrigo Maia realizou mais viagens do que os dias úteis existentes no ano.

Na prática é mais
Deputados federais trabalham apenas terça, quarta e quinta-feira durante a semana. Ou seja, “dias úteis” de deputados foram só 146.

Muito mais
Na quarta, Maia foi de jato da FAB à Suíça para visitar autoridades estrangeiras, algumas hostis a Bolsonaro. Com esta, são 236 viagens.

Quem pode, pode
Foram só nove feriados públicos agora no ano. Mas deputados já tiveram folga oficial durante três semanas apenas entre julho e agosto.

De lambuja
Parlamentares também não trabalharam durante uma semana em novembro, em razão da cúpula do BRICS, sediada em Brasília.

Juízes desobedecem Lei da Liberdade Econômica
Juízes do Trabalho ainda insistem em desrespeitar a modernização da legislação trabalhista de 2017, agora ignoram a “MP da Liberdade Econômica”, que virou lei este ano, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. Uma das mais ignoradas é a regra deu nova redação ao artigo 2º do parágrafo 3º da CLT, segundo a qual a identidade de sócios não configura, por si só, a existência de grupo econômico.

Vítima mais recente
A MP da Liberdade Econômica, que virou a Lei 13.872 em setembro, é a mais recente vítima da “desobediência civil” da Justiça do Trabalho.

Lei desrespeitada
A nova redação da lei ignorada por juízes do Trabalho proíbe o uso de bens de empresas para quitar débitos de outra empresa do grupo.

Justiceiros ativistas
Em muitas varas do Trabalho ainda prevalece o ativismo de toga, em que magistrados confundem Justiça com justiçamento social.

Ministro exemplar
Nenhum dos 1.470 voos da FAB com autoridades, este ano, foi solicitado pelo general Augusto Heleno (GSI). O ministro fez todas as viagens em voos de carreira, exceto quando viajou com o presidente.

Provas pesadas
Tem 119 páginas a denúncia da força-tarefa da Lava Jato contra Walter Faria e outras 22 pessoas ligadas ao grupo cervejeiro Petrópolis por lavagem de R$1,1 bilhão. Apresenta provas documentais, tabelas do departamento de propina da Odebrecht, testemunhos etc.

Sem perder a piada
Rodrigo Maia é mau como um pica-pau. Designou o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), considerado “intratável” pelos bolsonaristas, para representar a Câmara na posse do novo presidente da Argentina.

Sob nova presidência
O conselheiro Mário Mello assume nesta segunda-feira (16), em Manaus, a presidência do Tribunal de Contas do Amazonas. Mello é um dos conselheiros mais admirados e rigorosos do TCE-AM.

Maior expansão da História
O governador de São Paulo, João Doria, e o secretário da Educação Rossieli Soares anunciaram que, a partir de 2020, o Ensino Integral estará presente em ao menos 664 escolas da rede estadual de ensino.

Aeroportos privatizados
Dilma privatizou cinco aeroportos em 2012. O governo Temer privatizou outros quatro, em 2017. Este ano o governo Bolsonaro já privatizou doze e anunciou que vai vender outros 22 no ano que vem.

Viagens internacionais
Cerca de 15% de tudo gasto com viagens no governo federal corresponde a despesas com viagens internacionais. Segundo o Portal da Transparência, na administração direta já foram R$ 111,12 milhões.

Tunga de quase R$5 bilhões
Para “sobreviver” em 2020, os políticos criaram a “Lei Gazua” que lhe permite transferir R$3,8 bilhões do Tesouro Nacional para bancar suas campanhas e R$1 bilhão do fundo partidário para sustentar as siglas.

Pensando bem...
...jatinhos da FAB servem não apenas para mordomia, mas para blindar certas autoridades de contato com o povo que paga a conta.

PODER SEM PUDOR

Mal não faz
O veterano deputado Mauro Benevides (MDB-CE) se notabilizou por utilizar, todo santo dia, um recurso próprio de sua vasta experiência: na primeira meia-hora da sessão legislativa da Câmara, dando “como lido” discursos sem relevância, celebrando efemérides, elogiando eleitores e veículos de comunicação que aniversariam, com espaço garantido na “Voz do Brasil”. Vendo-o em ação, Zenaldo Coutinho (PSDB-PA), na época um novato, cutucou Sérgio Carneiro (PT-BA): “Ainda não descobri para que serve isso, mas se ele faz é porque é bom...”

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CLÁUDIO HUMBERTO

"Imposto para cerveja, não”

CLÁUDIO HUMBERTO

“Lógico que o Moro vai ser contra”

CLÁUDIO HUMBERTO

“Não acho que isso é importante agora”

CLÁUDIO HUMBERTO

"Vou dar o meu melhor pela causa da nossa cultura"

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião