Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PESQUISAS NO BRASIL

Cientista que pesquisou zika vírus defende importância da ciência

Celina Turqui foi responsável por relacionar o vírus da zika e microcefalia em bebês e esteve presente na 71ª Reunião da SBPC

24 JUL 19 - 18h:19ALÍRIA ARISTIDES

Ao longo desta semana, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul sedia a 71ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Entre os convidados de renome presentes no evento está a médica, cientista e professora aposentada Celina Turqui, pesquisadora da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco. Juntamente com outros nomes importantes na área, Celina apresentou, na tarde de ontem (24), a mesa-redonda ‘Doenças Emergentes: Cenário Atual e o Que Nos Espera’. 

Celina Turqui ganhou destaque nacional e internacional ao montar em 2015 um grupo de pesquisadores para estudar o vírus da Zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo vetor da dengue. O resultado da pesquisa pioneira foi comprovar, em um período de três meses, a associação até então desconhecida entre casos de microcefalia em recém-nascidos e o vírus estudado. 

Em conversa com o Correio do Estado, a cientista de 67 anos diz ver grande potencial nos grupos de pesquisa do país. “Do ponto de vista mundial e de saúde pública, os pesquisadores e as instituições brasileiras foram reconhecidas como instituições competentes e capazes”, afirmou. 

Celina acredita que é necessário melhorar a comunicação entre a sociedade e o meio científico, forma de aproximar os dois meios e combater a propagação de ideias equivocadas. Para a cientista, “a desinformação é, de certa forma, uma epidemia. As pesquisas, nesta e em outras áreas, são feitas para a própria população. Então nosso papel aqui é, ao mesmo tempo, reforçar as evidências científicas e nos transformarmos o melhor possível em comunicadores”.  

De acordo com a pesquisadora, a realização de eventos científicos como o promovido pela SBPC é importante por despertar o interesse em novos cientistas e incentivar investimentos em pesquisas necessárias para a sociedade. “Acho que esse é um espaço de discussão dos rumos da educação e da ciência frente a novos desafios e contextos. O evento tem sido uma oportunidade de muita riqueza, de comunicação e também de muita de troca”, afirmou.

Quanto à estrutura e organização do evento na UFMS, Celina não poupou elogios. “É sempre um grande prazer como professora e pesquisadora ver a energia e a pujança de uma universidade federal. Aqui fomos recebidos de braços abertos, fiquei maravilhada com as manifestações, que foram de grande sofisticação e simplicidade”.

Por seu trabalho, Celina Turqui foi reconhecida em 2016 como uma das 10 personalidades do ano pela Revista Nature, um dos mais altos patamares da ciência internacional. As respostas para a epidemia que assolou o país, encontradas pelo grupo de pesquisa, orientaram serviços de prevenção e controle da doença, assim como o acompanhamento de gestantes em áreas de risco por todo o mundo. 

Pesquisadores, estudantes e cientistas de todo o Brasil e de outros países apresentam seus trabalhos na 71ª Reunião da SBPC, evento aberto ao público que acontece pela primeira vez no Estado. Segundo a organização, mais de 15 mil pessoas se inscreveram para participar das palestras, feira de ciência, minicursos, mesas-redondas e outras atividades que estão sendo oferecidas até o próximo sábado (27).

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MEDICINA REGENERATIVA

Técnica de retirada de células-tronco a partir do dente de leite será debatida em MS

Material coletado se trabalhado pode ajudar na regeneração de tecidos e tratamentos como diabetes e câncer
ÁCIDO MEFENÂMICO

Remédio para cólica menstrual tem efeito para tratar esquistossomose

SAÚDE

Substância produzida pelo organismo tem potencial para tratar diabetes

Com salário de até R$ 26 mil, concurso atrai candidatos de todo o Brasil
RECORDE DE INSCRITOS

Com salário de até R$ 26 mil, concurso da Saúde atrai candidatos de todo o Brasil

Mais Lidas