Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

fiscalização

Voçorocas em fazenda destroem
solo e gera multa de R$ 14 mil

Proprietário tem 50 anos e é morador de Amambai

28 JUL 2017Por RODOLFO CÉSAR18h:36

Fiscalização da Polícia Militar Ambiental (PMA) de Naviraí na zona rural de Amambai identificou processos erosivos formados por voçorocas em propriedade rural que fica a oito quilômetros da cidade.

A degradação da vegetação e a lixiviação do solo (quando a terra fica demasiadamente exposta por conta de desmatamento, queimada ou sobrepastoreio o que a torna infértil e leva à erosão) causaram sérios danos ambientais, avaliou a PMA.

"Os processos erosivos surgiram devido à remoção da vegetação sem ações de conservação do solo, que são obrigatórias pela legislação nas intervenções feitas para a produção em propriedades rurais", divulgou nota da polícia.

O proprietário da fazenda, um homem de 50 anos que não teve o nome divulgado, foi identificado e autuado administrativamente. Também recebeu multa de R$ 14.583,00. "Ele também poderá responder por crime ambiental, com pena prevista de um a quatro anos de reclusão", confirmou a PMA.

A área foi interditada para proteção e recuperação. A medida proíbe atividades agrícolas e pecuárias e o fazendeiro precisará apresentar projeto de recuperação de área degradada e alterada (PRADA) no Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul).

Leia Também