Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

obtenha resposta

Você tem dúvida sobre como a
Reforma Trabalhista vai mudar sua vida?

Perguntas podem ser feitas até quinta (20) de manhã

18 JUL 17 - 19h:30DA REDAÇÃO

A Reforma Trabalhista foi aprovada e sancionada, alterando mais de 100 pontos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). A publicação foi feita no Diário Oficial da União na sexta-feira (14) sem vetos.

As novas regras passam a valer no prazo de 120 dias. Mas depois de muita polêmica e discussão em Brasília, você sabe o que vai mudar de concreto na sua rotina de trabalho ainda neste ano?

Portal Correio do Estado procurou especialista em Direito do Trabalho para poder esclarecer dúvidas dos leitores. O professor Juliano Wilson Santos Barbosa, especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, que ministra aula na Uniderp, vai responder as perguntas.

Se você tem alguma dúvida, escreve nos comentários ou em nossa página do Facebook. Os questionamentos podem ser feitos até a quinta-feira (20) pela manhã e na próxima semana será divulgado as respondas das dúvidas selecionadas.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ruas do Centro serão interditadas para realização de obras
CAMPO GRANDE

Ruas do Centro serão interditadas para obras

Aeroporto de Campo Grande transmite mensagem sobre coronavírus a partir de hoje
ALERTA DA ANVISA

Aeroporto de Campo Grande transmite mensagem sobre coronavírus a partir de hoje

Rio Aquidauana chega aos 4,90 e Defesa Civil prepara plano de ação em caso de enchente
ALERTA

Rio Aquidauana chega aos 4,90 e Defesa Civil prepara plano de ação em caso de enchente

Emplacamento será suspenso para implantação de sistema da placa Mercosul no MS
PRÓXIMA SEMANA

Emplacamento será suspenso para implantação de sistema da placa Mercosul no MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião