Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Vacinação contra a gripe na Capital começa quarta

Grupo considerado de risco terá prioridade na imunização

5 ABR 19 - 17h:16RAFAEL RIBEIRO

A campanha de vacinação contra a gripe neste ano em Campo Grande terá início na próxima quarta-feira (10) e segue até 31 de maio nas 68 unidades básicas de saúde (UBS) e de saúde da família (UBSF) da cidade.

A meta este ano é imunizar 90% do público alvo. As estratégias de imunização foram repassadas nesta sexta-feira (5) para gerentes, enfermeiros, técnicos e administrativos das unidades da Secretaria Municipal da Saúde.

A previsão é de que o Ministério da Saúde disponibilize para Campo Grande 219 mil doses  da vacina durante toda a campanha, que serão repassadas de forma programada seguindo cronograma pré-estabelecido em conformidade com a Secretaria de Estado da Saúde.

Segundo a coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, o primeiro grupo a ser priorizado será o das crianças menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias) e gestantes , ampliando assim para os demais grupos a partir do dia 22 de abril.

Público-Alvo

Integram o grupo prioritário para receber a dose da vacina os indivíduos com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, professores de escolas públicas e privadas, indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Dia D

O Dia D de mobilização da campanha está previsto para acontecer no dia 4 de maio. Todas as unidades básicas e de saúde da família estarão mobilizadas para vacinar as pessoas pertencentes ao público-alvo exclusivamente contra a gripe.

Trailer

Do próximo dia 29 ao dia 5 de maio,  a Pasta irá disponibilizar um trailer que ficará na Praça Ary Coelho para fazer a imunização contra a gripe. É estritamente necessário a apresentação de documento que comprove que a pessoa é pertencente ao grupo de risco.

Documentação

Para receber a dose, todos os indivíduos do grupo de risco devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande, documento pessoal de identificação e a caderneta de vacinação, caso tenha.

Além dos documentos exigidos para todos os doentes crônicos, devem apresentar laudo médico ou atestado da doença, podendo ser aceita cópia do receituário médico recente, as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; profissionais de saúde: a carteira de conselho ou holerite; os indígenas: cadastro na SESAI.

O controle mais rigoroso para imunizar as pessoas do grupo de risco é para atender as recomendações do Ministério da Saúde, que não deve disponibilizar doses extras.

A DOENÇA

A gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza que é transmitida através do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar e também por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com a boca, olhos e nariz. A gripe provoca febre, dores no corpo e mal estar. Quem perceber esses sintomas deve procurar um posto de saúde.

 

Medidas preventivas

Higienização das mãos antes de tocar mucosas (olhos, boca e nariz) e após espirrar;

• Proteger com lenços (preferencialmente descartáveis) a boca e o nariz ao tossir ou espirrar;

• Indivíduos doentes devem manter repouso, alimentação balanceada e ingestão de líquidos adequada, e evitar contato com outras pessoas em ambientes fechados e aglomerados;

• Caso o indivíduo apresente febre, tosse, dor de garganta, falta de ar ou qualquer outro sintoma associado deve procurar atendimento médico para melhor avaliação;

• Manter o cartão de vacinação atualizado, com atenção à vacinação anual contra a gripe (influenza), de acordo com os grupos preconizados pelo Ministério da Saúde.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Presidente dos EUA oferece a Bolsonaro ajuda à Amazônia

Rally dos Sertões atrai centenas de pessoas e da start ao aniversário da Capital
120 DE CAMPO GRANDE

Sertões atrai centenas, mesmo com calor e poeira

Queimadas na Amazônia não afetam o turismo, diz ministro
FLORESTA EM CHAMAS

Queimadas na Amazônia não afetam o turismo internacional, diz ministro

Ladrão furta residência e leva camisa do Palmeiras
PRA QUE ISSO?

Ladrão furta residência e leva camisa do Palmeiras

Mais Lidas