Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ENSINO SUPERIOR

UFMS deve ofertar 5,2 mil vagas para ingresso em 2020

Vagas serão oferecidas no Sisu, vestibular e Passe
22/09/2019 17:18 - ADRIEL MATTOS


 

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) vai oferecer 5.220 vagas para ingresso durante o ano de 2020. Os candidatos poderão ingressar através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), vestibular e pelo Programa de Avaliação Seriada Seletiva (Passe).

Uma das novidades este ano é que a redação para o vestibular de 2020 será própria, ou seja, não será utilizada a redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As provas serão realizadas no dia 1º de dezembro em todos os municípios onde a UFMS tem câmpus e em Dourados. As provas para Direito, Medicina e Música serão aplicadas somente em Campo Grande.

No caso do Passe, o estudante de ensino médio faz três provas, uma a cada ano escolar concluído, para ingressar na universidade. Para mais informações e se inscrever no processo, basta acessar a página do Passe no site da UFMS. A inscrição para o vestibular e o Passe estão abertas até o dia 17 de novembro, e a taxa de inscrição é de R$ 120. Clique aqui para se inscrever no vestibular e aqui para participar do Passe.

Do total de vagas previstas, 2.598 são para ampla concorrência e o restante é destinado aos alunos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, distribuídos entre candidatos pretos ou pardos, indígenas, com deficiência ou renda de acordo com a renda. As vagas reservadas estão distribuídas no Sisu, Vestibular e Passe, que neste ano, pela primeira vez, representam 40%, 40% e 20%, respectivamente, do total de vagas que serão ofertadas para todos.

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...