Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 13 de novembro de 2018

DOURADOS

UFGD receberá R$ 7,5 milhões do MEC para inaugurar sede definitivia

Aporte foi anunciado em agenda do ministro substituto, Henrique Sartori

16 SET 2018Por ALINE OLIVEIRA13h:00

Durante agenda realizada em Dourados, o ministro da Educação substituto, Henrique Sartori, confirmou o aporte para a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), no valor de R$ 7,5 milhões, que serão destinados à conclusão de obras estruturais da unidade. 

O ministro destacou o compromisso do MEC com a liberação de recursos para a universidade. “Nós liberamos 100% do custeio e do investimento para a Universidade Federal de Grande Dourados, a qual, inclusive, tem aplicado este dinheiro com eficiência, e hoje é uma das cinco universidades do Brasil mais bem colocadas no ranking de eficiência no MEC. Ou seja, todo o orçamento, limite de empenho e valor que chega ela consegue executar dentro das suas previsões orçamentarias”, disse Sartori. 

Ele afirmou, ainda, que os recursos liberados permitirão a continuidade de ações e a retomada de obras e investimentos importantes para a instituição.

Os R$ 7,5 milhões liberados para a UFGD terão como destino as conclusões dos edifícios do Centro de Educação a Distância (R$ 3 milhões), da biblioteca da Faculdade de Direito e Relações Internacionais (R$ 1,57 milhões) e da Faculdade de Engenharia (R$ 2,84 milhões), além do Programa de Desenvolvimento das Universidades para Internacionalização (R$ 90,1 mil).

CAMPUS IFMS

A implantação do Campus Dourados fez parte da terceira fase de expansão da Rede. As atividades desta unidade tiveram início em 2014, numa sede provisória cedida pela Secretaria de Estado de Educação, com a mudança para a sede definitiva tendo ocorrido no primeiro semestre de 2016. 

O local atende mais de 1.070 estudantes em cursos técnicos de nível médio, superior de tecnologia, especialização e qualificação profissional. Além da população de Dourados, mais de dez municípios do entorno são beneficiados pela instituição, não apenas com o ensino, mas com ações de pesquisa e extensão.

“As instituições têm um grande desafio de fortalecimento da educação superior, ao exemplo do nosso Instituto Federal, onde a formação desses estudantes passa por uma forte base nas ciências exatas, nas humanas. Dessa forma, nós estamos, com certeza, entregando à sociedade um cidadão que faz a diferença, que modifica o meio onde ele se encontra”, disse o reitor do IFMS, Luiz Simão Staszczak.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também