Quinta, 14 de Dezembro de 2017

MOBILIDADE

Uber derruba faturamento de táxis
em 70% e auxiliares querem mais alvarás

Estimativa de queda na receita dos taxistas foi revelada hoje, na Câmara

14 MAR 2017Por KLEBER CLAJUS11h:30

Taxistas que trabalham como auxiliares, os famosos "curiangos" cobraram, hoje durante debate na Câmara, concessão de mais alvarás de táxi para diminuir os prejuízos causados pela queda da quantidade de corridas. Segundo os trabalhadores, a diminuição no faturamento é de 70% em razão do aumento de corridas feitas por aplicativos de carona remunerada, como a Uber. 

Enevaldo Ribeiro, representante dos auxiliares de táxi em Campo Grande, afirmou que a chegada dos aplicativos de transporte levou companheiros a deixar profissão, diante do recebimento entre R$ 40 e R$ 50 por turno de 24 horas. Por dia, os auxiliares pagam R$ 235 como aluguel do táxi ao dono do veículo. 

“Classe dos auxiliares está com os dias contados e a população vai ficar desassistida”, pontuou Edinaldo. “É uma exigência, por direito adquirido, a liberação de 300 alvarás de táxi para os auxiliares que vivem total desassistência. Hoje quando se fica doente é substituído”.

Junior Longo (PSDB), presidente da Comissão Permanente de Transporte, destacou que se empresas detém 111 licenças devem tratar seus colaboradores respeitando as leis trabalhistas.

Valdir Gomes (PP) cobrou Justiça aos 680 profissionais auxiliares que muitas vezes morrem aguardando a concessão de alvará, enquanto Eduardo Romero (Rede) entendeu ser necessário conceder a licença a todos os inscritos como auxiliares e, posteriormente, regulamentar os serviços de transporte na Capital.

 

Leia Também