Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRÁFICO DE DROGAS

Trio é preso transportando quase 2 ton de maconha em Dourados

Acusado foi contratado para pegar o caminhão com o entorpecente no Assentamento Itamaraty
23/05/2019 09:08 - Eduardo Penedo


 

Um homem conduzindo um caminhão carregado com 1.650 tonelada de maconha e outros dois que eram "batedores" foram presos, na tarde desta quarta-feira (22), por policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), na região de Itahum, em Dourados. 

Segundo os policiais do DOF, o motorista de 35 anos conduzia um caminhão Ford Cargo 712 de cor azul e placas de São Paulo (SP) freio bruscamente ao ver a equipe do DOF.  

Durante a abordagem, a informação de que “o DOF está na estrada” chegou através de um rádio de comunicação instalado no painel do veículo. O acusado informou que duas pessoas em um Fiat Uno de cor branca eram os “batedores”. Ele informou ainda que foi contratado para pegar o caminhão com o entorpecente no Assentamento Itamaraty, onde reside, para levá-lo até o município de Chapadão do Céu, interior do Estado de Goiás. 

Uma segunda equipe do DOF foi acionada e abordou o Fiat Uno Way de cor branca e placas de Uberaba (MG), com dois ocupantes residentes em Ponta Porã (MS), que foram reconhecidos pelo motorista do caminhão. Os dois disseram que foram contratados para “bater a estrada” até a cidade de Itaporã (MS). 

A ocorrência foi registrada e entregue na  Defron(Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), onde os três homens foram ouvidos e autuados, em flagrante, pelo crime de Tráfico de Drogas. 

Felpuda


Pré-candidato pode estar sendo “fritado” sem ao menos perceber. Redes sociais que têm estreitas ligações com ex-cabecinhas coroadas e que prometeram apoio estão enaltecendo que só certo pré-candidato de outro partido. Quem conhece as ditas figurinhas de, digamos, outros carnavais, acredita que está em curso operação sorrateira para mudar internamente os rumos da futura campanha. Trocando em miúdo: ceder a cabeça de chapa.