Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

Ministério Público

UFN3 é investigada por corrupção, lavagem de dinheiro e sonegação

Procuradoria da República em Três Lagoas apura prática desses crimes em obra de indústria de fertilizantes

24 JUL 2017Por DA REDAÇÃO06h:00

Procuradoria da República em Três Lagoas está apurando a prática de vários crimes praticados durante a construção da fábrica de fertilizantes UFN3. Entre as ilegalidades denunciadas ao Ministério Público Federal estão sonegação fiscal, descaminho, sonegação previdenciária, lavagem de dinheiro e corrupção. 

A denúncia ao MPF foi feita no mês passado, por meio do Portal do Cidadão, e a apuração da “notícia de fato” – um rito inicial da investigação – foi prorrogada por mais 30 dias na semana passada. O procurador de Três Lagoas, Jairo da Silva, agora vai analisar as informações repassadas pela Receita Federal, para cruzar os dados contidos na denúncia. 

Conforme a assessoria do MPF, a apuração encontra-se em estágio “embrionário”. Caso o procurador encontre mais indícios das práticas criminosas noticiadas, a ocorrência também deve ser encaminhada para a Polícia Federal. Além da Petrobras e da Galvão Engenharia, empresas investigadas pela Operação Lava Jato e alvos de várias delações premiadas, a UFN3 também é composta pela estatal chinesa de petróleo Sinopec. 

*Leia a reportagem, de Eduardo Miranda, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também