Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Impedimento

Justiça Federal proíbe prefeitura de contratar novos profissionais para Saúde

Agora, os contratos temporários só poderão ser feitos através de seleção

30 MAI 2017Por Gisele Mendes11h:06

A Justiça Federal proibiu a Prefeitura de Três Lagoas de realizar novas contratações para atender o setor da saúde. Agora, os contratos temporários só poderão ser feitos através de processo seletivo e esses contratos só poderão ser renovados quando atingirem a vigência de 180 dias.

De acordo com Angelina Zuque, secretária de saúde, essa determinação poderá prejudicar o atendimento oferecido pelo município, principalmente nas Estratégias de Saúde da Família (ESF’s), que, atualmente, já sofrem com a falta de profissionais. “Alguns médicos pediram demissão e outros profissionais estão se aposentado e não poderemos contratar imediatamente. Estamos enfrentando problemas, ainda, na renovação de contratos, já que a Justiça nos impede”, destacou.

A secretária disse também que problemas deixados pela antiga gestão, de Márcia Moura, afeta os trabalhos atuais. Um dos exemplos foi a construção de duas unidades de saúde, no Jardim das Acácias e no Novo Oeste, que nunca funcionaram pela falta de profissionais. Para atender a demanda desses dois postos seria necessária a contratação de pelo menos 60 profissionais.

Processo seletivo que está em andamento e que pode contratar 227 novos profissionais, também é incerto, isso porque a Justiça Federal estuda a possibilidade de suspendê-lo por conta de denúncias de possíveis irregularidades. 

Leia Também