Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

TRÊS LAGOAS

Agente penitenciário é preso com celular que seria entregue para detento

Servidor recebia dinheiro de familiares para entregar ilícitos em presídio

2 JUN 2017Por GLAUCEA VACCARI15h:16

Agente penitenciário de 43 anos foi preso pela Polícia Federal ao ser flagrado entrando no Presídio de Segurança Média de Três Lagoas com um aparelho celular e dois chips que seriam entregues a um detento.

De acordo com a Polícia Federal, investigações começaram depois de denúncia de que o agente penitenciário recebia dinheiro de familiares e comparsas de presos para entregar celulares e chips aos internos.

Hoje, às 7h30, quando se preparava para iniciar seu turno de trabalho na penitenciária, agente foi abordado por policiais federais e, em revista, foram encontrados um smartphone desligado, um carregador, um fone de ouvido e dois chips escondidos na jaqueta do servidor.

Questionado sobre os objetos, ele optou por permanecer em silêncio.

Agente penitenciário responderá pelo crime de introdução de aparelho celular em estabelecimento prisional, cuja pena pode chegar a um ano de prisão.

Como o crime é de menor potencial ofensivo e o suspeito se comprometeu a comparecer à Justiça sempre que solicitado, ele foi solto após interrogatório e responderá em liberdade.

Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) informou que já determinou o afastamento do servidor dos serviços na unidade prisional e instaurou procedimento administrativo para apurar o ocorrido, podendo ocasionar demissão do agente. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também