Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

21 quilos

Apreensão de droga em táxi leva polícia
a descobrir carregamento de cocaína

Fazenda no Pantanal era utilizada para esconder a droga

12 SET 2017Por RODOLFO CÉSAR, MARESSA MENDONÇA e MARIANE CHIANEZI15h:16

A prisão de dois homens na tarde de ontem pela Polícia Rodoviária Federal por conta de 5 quilos de cocaína em táxi contribuíram para que fosse descoberto uma fazenda no município de Porto Murtinho que era utilizada para entreposto da droga.

A localização de mais 21 quilos de cocaína, além de armamento, aconteceu na manhã de hoje. A propriedade rural fica no meio do Pantanal e ano passado um avião carregado com o entorpecente caiu no local. Para se chegar na fazenda foi preciso utilizar o helicóptero da PRF.

"Informações da Polícia Civil mostraram que no ano passado, na mesma fazenda onde dois homens tinham pegado droga, um avião carregado com pasta base de cocaína havia caído. Em uma ação conjunta, as duas forças policiais encontraram enterrados no meio do mato vários tabletes de cocaína oriundos da aeronave", informou nota da PRF.

Estavam escondidos no local 21,250 kg da dorga, um rifle puma calibre .38 e uma arma artesanal tipo cartucheira calibre .36. 

"Acredita-se que após a queda do avião, a droga tenha se espalhado e alguém, sabendo do que se tratava a carga, tenha enterrado para comercializá-la posteriormente para não chamar a atenção", esclareceu informativo da PRF.

Na fazenda um homem de 29 anos e outro de 46 anos foram presos. O suspeito mais velho seria o dono do armamento, enquanto o outro era proprietário da droga.

A Polícia Civil de Porto Murtinho assumiu o inquérito da investigação e todo o material apreendido foi levado para a unidade.

PRIMEIRA PRISÃO

A PRF fez a prisão de dois suspeitos na tarde de ontem na BR-267. Um deles, de 69 anos, era o motorista do táxi Renault/Logan. O passageiro tem 37 anos. A intenção deles era levar a carga para Jardim.

Os agentes realizava fiscalização quando abordaram o táxi. Questionados sobre a viagem, motorista e passageiro começaram a entrar em contradição, levantando suspeitas dos policiais.

Ao fiscalizarem o automóvel, foram encontrados cinco tabletes de cocaína, que pesaram 5,6 kg. Motorista afirmou que combinou uma corrida de Jardim até uma fazenda em Porto Murtinho, com retorno à cidade de origem.

O passageiro do táxi disse que foi até uma fazenda no município de Porto Murtinho pegar a quantidade de droga como forma de pagamento de uma dívida.

*Editada às 17h47 para acréscimo de informações.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também