Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Dourados

TJ dá seguimento a recurso do MPE sobre a Operação Uragano

MPE recorreu de decisão que julgou mérito antecipamente sem possibilitar provas

3 SET 15 - 15h:40Glaucea Vaccari

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) deu seguimento ao recurso especial do Ministério Público Estadual (MPE) contra o acórdão do TJ que manteve a sentença que julgou antecipadamente o mérito e concluiu pela improcedência da Ação Civil Pública por improbidade administrativa, promovida em 2010 com base na Operação Uragano, em Dourados, distante 225 km da Capital.

O recurso foi interposto pela 3ª Procuradoria de Justiça de Interesses Difusos e Coletivos. Segundo o MPE, a ação foi julgada improcedente sem oportunizar a produção de provas.

De acordo com o MPE, na decisão o desembargador considerou que “há cerceamento de defesa quando o juiz indefere a realização de prova oral e pericial, requeridas oportuna e justificadamente pela parte autora, com o fim de comprovar suas alegações, e o pedido é julgado improcedente por falta de provas’

Em março, pelo menos 100 envolvidos na Operação Uragano foram absolvidos por improbidade administrativa pelo TJMS.  O argumento da Justiça foi de que, além de insuficientes, as provas não foram levantadas por alguém 'capacitado'.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bombeiros recebem R$ 13 milhões para combater incêndios florestais
ESTRUTURA

Bombeiros recebem R$ 13 milhões para combater incêndios florestais

Arrecadação com o gás natural pode cair mais em abril
CONTRATO

Arrecadação com o gás
pode cair mais em abril

Patrimônio histórico é usado como estacionamento
ABANDONO

Patrimônio histórico é usado como estacionamento

PSD está sem pressa para definir alianças para prefeitura
ELEIÇÕES 2020

PSD está sem pressa para definir alianças para prefeitura

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião