Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

Crueldade

Tio e sobrinhos são presos por
matar homem a pedradas na Capital

Vítima tinha dívida de R$ 650 com um dos criminosos

22 JUN 2017Por BRUNA AQUINO11h:45

Três homens foram presos, depois de matar a pedradas Rosinaldo Sergio de Campos, de 33 anos, no último dia 11, na Rua Santa Mônica esquina com a São Nicolau, no Bairro Santa Luzia, em Campo Grande. Aldo da Silva Paim, de 23 anos, os sobrinhos Thierry Fernando Paim de Castro, de 20, e Maikon Willian Paim, de 19, foram presos.

Conforme o delegado Weber Luciano de Medeiros, titular da 2ª Delegacia de Polícia, o trio espancou Rosinaldo até a morte, devido à vítima ter uma dívida de R$ 650, referente a uma arma de fogo calibre .357 que havia comprado de Aldo.

Após o crime, policiais foram até o local, onde contaram com o apoio de câmeras de segurança de comércio para identificar os suspeitos que participaram do crime.

Conforme investigações, o vídeo mostra a vítima sendo abordada por três indivíduos, que de imediato começaram a agredi-la com socos e chutes. O homem caiu no chão, ocasião em que um deles pegou uma pedra grande e entregou ao comparsa, que golpeou a cabeça da vítima até ela ficar inconsciente. Em seguida, todos golpearam o homem com pedras até a morte.

No dia seguinte, dois homens foram até a delegacia, tio e sobrinho, na companhia de um advogado para se apresentar e contar as próprias versões dos fatos. No entanto, cada autor contava uma história diferente. A polícia continuou em busca do terceiro autor.

Após a prisão preventiva de Aldo e Thierry, que se apresentaram, a polícia chegou ao terceiro suspeito Maikon, que também é sobrinho de Aldo e primo de Thierry.

Conforme o delegado, autores agiram sob efeito de álcool e drogas, e praticaram o crime motivados pela rixa que Aldo tinha com a vítima. “Acredito que eles começaram em briga e exageraram na violência, porque agiram com requintes de crueldade”, afirmou autoridade policial.

Tio e sobrinhos foram indiciados por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, impossibilidade de defesa da vítima e requintes de crueldade.

 
  • Álvaro Rezende / Correio do Estado
  • Aldo Paim (Crédito: Álvaro Rezende / Correio do Estado)
  • Maycon Paim (Crédito: Álvaro Rezende / Correio do Estado)
  • Thierry Paim (Crédito: Álvaro Rezende / Correio do Estado)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também