Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 21 de outubro de 2018

NA VILA TAQUARUSSU

'Taradão' mexe com mulheres em frente de escola e apanha antes de ser preso

Suspeito tentou revidar agressões em guardas e complicou sua situação

9 MAI 2018Por RAFAEL RIBEIRO17h:17

Um montador de 40 anos foi preso em uma escola municipal da Vila Taquarussu, região sul da Capital, após tentar revidar em guardas civis municipais as agressões sofridas por populares. O motivo: foi flagrado mexendo com mulheres na frente do centro de ensino, chegando até mesmo a tentar apalmar algumas das vítimas do assédio.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Vila Piratininga. Segundo o boletim de ocorrência, o suspeito estava ousado. Dizia palavras de baixo calão e ainda ameaçava as mulheres de estupro.

Foi o suficiente para revoltar um grupo de moradores que presenciava, incrédulo, a atitude do montador e resolveu tirar satisfações. Diante da audácia do suspeito, as agressões começaram.

O montador até tentou correr para dentro da escola e só evitou com que algo pior acontecesse graças à chegada de uma equipe da Guarda Civil Municipal, que apartou os agressores.

Caso solucionado? Longe disso. Revoltado por ter apanhado, o suspeito quis descontar as agressões nos guardas, tendo de ser contido e algemado. Acabou indiciado por desacato e resistência.

A Polícia Civil investiga agora se o suspeito tinha como hábito mexer com as mulheres da região e se há indícios de violência sexual concretizada na região.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também