Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Paranaíba

Suspeito de atirar contra bombeiro é identificado e continua foragido

Bombeiro foi atingido por cinco tiros, passou por cirurgia e estado de saúde não é grave

18 AGO 15 - 17h:05Glaucea Vaccari

O suspeito de atirar cinco vezes contra o soldado do Corpo de Bombeiros Fabrício de Lima Teixeira, 26 anos, na tarde de ontem (17), foi identificado como Elizeu José dos Santos, 33 anos. O bombeiro foi baleado enquanto atendia uma ocorrência de mal súbito em uma escola no bairro Santo Antônio, em Paranaíba, distante 413 quilômetros da Capital.

O delegado responsável pelas investigações, Francisco Antônio Moreira, disse ao Portal Correio do Estado que a própria vítima forneceu a identificação do suspeito. As motivações para o crime estão sendo investigadas e testemunhas estão sendo ouvidas. 

“Temos uma linha de investigação definida, mas não vamos nos pronunciar a respeito para não atrapalhar o trabalho policial”, disse o delegado.

Enquanto o soldado atendia a ocorrência, o suspeito, que estava em uma motocicleta Biz, efetuou seis disparos e fugiu em seguida. Um dos tiros atingiu a viatura de resgate dos bombeiros. Equipes do Grupo Especializada de Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) de Campo Grande estão em Paranaíba ajudando nas investigações e na procura pelo suspeito.

O soldado foi socorrido pelos colegas e encaminhado à Santa Casa do município. Inicialmente a informação era de que os disparos teriam atingido a cabeça, abdômen e perna do soldado, mas conforme os bombeiros, ele foi atingido na face, braços esquerdo e direito, região pélvica e coluna cervical.

Durante a noite, a vítima foi transferida para a Santa Casa de Campo Grande, onde passou por cirurgia. Conforme a assessoria de imprensa do hospital, o soldado está na enfermaria, consciente e orientado, e o estado de saúde não é considerado grave.  

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Chefe da quadrilha do chapéu era fugitivo da Máxima
CONDENADO A 51 ANOS

Chefe da quadrilha do chapéu era fugitivo da Máxima

Donos de cortume são <br> condenados por poluir córrego
DENÚNCIA

Donos de cortume são
condenados por poluir córrego

Estado deve perder 8% da área de algodão para o milho safrinha e soja
Menos 3 mil hectares

Estado deve perder 8% da área de algodão para o milho e soja

Mesmo após obra, bancos de areia voltam a aparecer em lago
PARQUE DAS NAÇÕES INDÍGENAS

Mesmo após obra, bancos de areia voltam a aparecer em lago

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião