HABITAT NATURAL

Sucuri de sete metros aparece <br> em balneário de Bonito

Funcionários do parque dizem ser normal a aparição delas no local
14/08/2017 18:37 - IZABELA JORNADA


 

Sucuri de 7 metros foi encontrada em balneário de Bonito durante final de semana. A cena, considerada 'normal' para moradores e funcionários do local, chama a atenção de quem não está acostumado a ver esse réptil.

"Tem dias que vemos mais de oito sucuris por aqui", disse o responsável pelo sistema de gestão do parque, Rogério Alves. Ele comentou que a filmagem desse réptil foi feita no dia 12 de agosto.

Devido ao alto índice de sucuris que aparecem no local, o balneário EcoPark Porto da Ilha tornou-se base de pesquisa. "Tem uma pesquisadora que está colocando chips nessas cobras para poder estudá-las melhor", contou Rogério.

A preocupação da administração do parque é em não perturbar os animais. "Esse é o habitat natural deles. Não podemos ocasionar riscos às cobras, por isso nos preocupamos em manter os turistas longe delas", explicou o responsável pelo sistema de gestão do parque.

As sucuris costumam aparecer entre maio e setembro na beira do Rio Formoso, pois é o momento de acasalamento. E por ser estação de frio, as cobras ficam mais tempo expostas ao sol. "Por isso elas descamam. Já vi uma sucuri fêmea com sete machos em volta para acasalarem com ela", descreveu o profissional.

O balneário faz passeios de botes ao lado do habitat natural das cobras e por esse motivo turistas são aconselhados a manter distância delas.

Considerado pólo do ecoturismo, Bonito está localizado há 300 km distante de Campo Grande. Suas principais atrações são as paisagens naturais, os mergulhos em rios de águas transparentes, cachoeiras, grutas e cavernas. 

Bonito é o principal município que integra o complexo turístico do Parque Nacional da Serra da Bodoquena. Outros municípios do parque são Jardim, Guia Lopes da Laguna e Bodoquena.

VEJA O VÍDEO

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".